5 passos para ter um gestão sem papel

Esse é o caminho a seguir, é o futuro da área da Saúde. O Hospital Paperless é aquele que investiu em tecnologias e soluções que permitem fazer uma gestão sem papel. Além de gerar economia e garantir mais agilidade aos processos, essa atitude representa também uma preocupação com o meio ambiente. E mais do que investir no Prontuário Eletrônico na gestão paperless o ideal é que tudo seja feito digitalmente.

Está certo que não é fácil abrir mão do papel e substituí-lo, mas é possível, sim, fazer essa mudança. Não é do dia para a noite que uma gestão hospitalar sem papel é feita, isso é construído e fica mais fácil se for feito em etapas. Por isso, organizamos este passo a passo, para te ajudar a chegar ao objetivo que é se tornar um Hospital Paperless!

5 passos para tornar o hospital 100% paperless

1. Observe e conheça bem o fluxo de trabalho do hospital

O paciente passa por muitos pontos de contato desde quando chega ao hospital. Conhecer essa trajetória, que começa na recepção e pode passar por diversas etapas, é essencial para entender o fluxo de trabalho na instituição.

Com isso, você consegue determinar a quantidade de papel que normalmente é gerada nesses pontos de contato, como esses atendimentos podem ser adaptados com a substituição por um sistema digital, o que pode ser automatizado e mais.

2. Pesquise e compre as ferramentas necessárias

Para fazer a digitalização dos processos e dos documentos gerados no atendimento ao paciente e também na administração do hospital, você vai precisar comprar as ferramentas necessárias.

Da área assistencial às áreas administrativas, todo o hospital precisará ter computadores ou tablets para ter acesso a tudo que é digital. Além dessas ferramentas, serão necessários também softwares para que a gestão seja feita totalmente de forma digital.

Se o seu hospital tiver uma área de TI, vocês mesmos podem pesquisar e comprar ou contratar essas ferramentas. Porém, caso não tenham pessoas dedicadas para essa tarefa, é possível também terceirizar esse serviço através do outsourcing de TI.

3. Implemente o Prontuário Eletrônico do Paciente

O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) vem para substituir o prontuário médico tradicional. Assim como o prontuário de papel, o eletrônico é usado para registrar e controlar informações de pacientes, a diferença é que isso é feito de forma digital.

Algumas das vantagens do uso do PEP são:

  • Automatização de processos;
  • Eliminação de documentos de papel;
  • Facilitação da continuidade no tratamento dos pacientes.

Além disso, ele garante que a equipe médica pode acessar os documentos de qualquer lugar e a qualquer momento, o que com certeza facilita o trabalho deles.

4. Use o Certificado Digital

É verdade que o uso do Certificado Digital é algo que passa mais confiabilidade e segurança, mas, além disso, ele é também obrigatório legalmente para que um hospital possa ser 100% paperless.

Para que os documentos de papel do hospital possam ser eliminados após serem digitalizados, o PEP utilizado pela instituição deve possuir o Selo CFM-SBIS e ter um Certificado Digital padrão ICP-Brasil.

5. Realize a conscientização e capacitação da equipe

Tão importante quanto investir em hardware e software, é investir nas pessoas. Portanto, parte essencial da transformação de um hospital em paperless é deixar a equipe inteirada das mudanças que estão sendo e serão realizadas.

É essencial garantir para eles que essas alterações não afetam o emprego deles, que isso vai facilitar o dia a dia no trabalho e também explicar a importância disso para o hospital. Além disso, para que todos estejam na mesma página e saibam como aproveitar toda a tecnologia, é interessante também realizar treinamento para usar os novos sistemas.

Gostou das nossas dicas para ter um hospital sem papel? Gostaria de colocá-las em prática, mas ainda não sabe muito bem como começar? Preencha o formulário abaixo.

Fonte: Certisign

Posts Relacionados

Leave a Comment