Após pane global, Facebook, WhatsApp e Instagram começam a funcionar, mas ainda com instabilidades

Imagem de Firmbee por Pixabay

GONÇALVES (MG) – As redes sociais do grupo de Mark Zuckerberg começaram a dar os primeiros sinais de retomada no funcionamento de suas funcionalidades no início da noite desta segunda-feira (4).

O WhatsApp, o Facebook e o Instagram ficaram totalmente inoperantes por ao menos seis horas após apresentarem falhas que ainda estão sob investigação.

A reportagem do InfoMoney conseguiu acessar o Facebook e receber mensagens do WhatsApp por volta das 18h45 (de Brasília).

Mas uma mensagem enviada via WhatsApp minutos depois não foi recebida pelo destinatário; o Instagram também está, em alguns casos, possibilitando a atualização, ainda que lenta, do feed para seus usuários. Estes pequenos sinais apontam que os sistemas ainda estão instáveis e vão demorar a ter suas operações normalizadas.

Mike Schroepfer, diretor de Tecnologia do Facebook, disse que os times de TI da empresa “estão trabalhando para resolver essa situação o mais rápido possível”. “Nossas desculpas a todos os afetados pela interrupção dos serviços do Facebook neste momento”, acrescentou o executivo.

Segundo o jornal The New York Times, os esforços para recolocar as mídias sociais em funcionamento contaram com o envio de funcionários do Facebook aos centros de dados da empresa, em Santa Clara, na Califórnia.

O jornal americano informou, a partir de informações de um memorando do Facebook, que os profissionais fizeram um “reset” manual, que no jargão de TI significa reinicialização dos servidores, para os sistemas da empresa voltarem a operar.

Nunca as três mídias sociais ficaram tanto tempo fora do ar com erros repercutindo em escala global como nesta segunda. Em junho, uma falha causada por um ajuste de configuração tirou o Facebook do ar — mas o problema durou ao menos 2h30.

Muitas hipóteses têm sido levantadas sobre os motivos que levaram à queda das gigantes do setor de mídias sociais. Uma delas aponta para falhas nos servidores das plataformas, que não conseguiram rodar o conteúdo desejado pelos seus usuários.

Especialistas em TI também disseram que inconsistências no funcionamento do DNS, uma espécie de agenda de contatos da internet, podem ter provocado o erro. O DNS é quem registra os endereços de IP associados aos nomes de domínio, como Facebook.com.

Fora do ar, os serviços provocaram uma turbulência em pequenos negócios espalhados pelo globo que utilizam as ferramentas das plataformas para a comercialização de produtos e serviços.

Os impactos também foram sentidos no desempenho das ações do Facebook na bolsa americana Nasdaq, no final do pregão desta segunda.

Os papéis da rede social de Zuckerberg registraram queda de 4,89%, a US$ 326,23 — a maior baixa diária desde 20 de outubro de 2020, quando as ações caíram 6,3%.

A queda, contudo, não foi exclusiva das ações do grupo de Zuckerberg. Os papéis do Twitter e da Snap Inc., negociados na bolsa americana, também tiveram forte queda nesta segunda, de 5,76% e 5,37%, respectivamente.

As ações da Apple, Microsoft, Alphabet (Google) e Amazon também encerraram o pregão em baixa, da ordem de 2%.

O movimento de queda das empresas de tecnologia acontece em meio aos temores de aumento dos juros nos Estados Unidos, que tende a ferir empresas de crescimento, com fluxo de caixa muito alongado no futuro.

Instabilidades derrubaram aplicativos de mensagens

Serviços de trocas de mensagens, que funcionam como alternativas ao WhatsApp, também apresentaram instabilidades na tarde desta segunda.

O Telegram vez ou outra caiu e gerou reclamações de muitos usuários, horas depois de o WhatsApp sair do ar.

Segundo o site DownDetector, que monitora problemas nos status dos serviços online, as queixas contra o Telegram ganharam pico por volta das 15h, com ao menos mil reclamações sobre o funcionamento do serviço. As broncas se concentraram, em sua maioria, ao funcionamento do app pelo celular.

“Ok. O Telegram também caiu. O que é isso Brasil? Apocalipse tecnológico”, escreveu uma internauta pelo Twitter.

Outra rede que apresentou instabilidades e queixas foi o Teams. O aplicativo muito usado para troca de mensagens nas empresas também teve pico de instabilidades por volta das 15h, quando os usuários do sistema registraram o maior número de reclamações.

A única grande rede social que se mantém incólume até o momento é o Twitter, que virou um oásis de memes contra a situação registrada pelos concorrentes. A pane global também tem se mantido entre os assuntos mais comentados por lá.

O serviços de internet disponibilizados pelas operadoras de telefonia também foram criticados pelos usuários nesta segunda.

Analista da Clear apresenta plano detalhado para começar a construir uma renda diária utilizando a Bolsa de Valores. Inscreva-se grátis.

Fonte: Infomoney

Posts Relacionados

Leave a Comment