Como o marketing está mudando com a 4ª Revolução Industrial


Como o marketing está mudando

O marketing como conhecemos hoje surgiu em resposta às demandas da revolução industrial. Com o crescimento da população, houve um salto também no consumo e as empresas passaram a enfrentar cada vez mais desafios para se comunicarem com e venderem seus produtos para os clientes.

Com a chamada 4ª Revolução Industrial, ou manufatura avançada, novas demandas estão aparecendo. O comportamento dos consumidores mudou completamente: se antes a comunicação era um processo unilateral das empresas com seu público, no mundo conectado de hoje existe mais troca do que nunca.

A Salesforce, empresa de software on demand e líder na área de CRM, fez um mapeamento coma participação de mais de 4 mil líderes em marketing para analisar o impacto das disrupções tecnológicas na área de marketing e vendas das organizações. Os principais resultados você pode conferir logo abaixo.

1. Experiência vende mais do que palavras

Se antes a retórica — às vezes utilizada de forma inescrupulosa — era um fator importante para dar conta da venda dos produtos em estoque, hoje é a experiência do consumidor que fala mais alto. De acordo com o estudo, as empresas e departamentos de marketing estão apostando em experiências ligadas a cada etapa da jornada do consumidor.

Por exemplo, 45% das companhias focadas em marketing lideram iniciativa de experiência do consumidor; o número sobe para 54% quando se trata de equipes de alto desempenho. Ou seja, é o marketing que assume a tarefa, entre todas as áreas da empresa, de tomar à frente das ações inovadoras.

Os números segmentados para o Brasil, onde 301 profissionais foram entrevistados, mostram que, 48% dos casos, o setor de marketing toma à frente da inovação na experiência do cliente —dado superior à média global. Outro aspecto importante é que 59% das métricas de marketing são compartilhadas com a equipe de vendas — o que demonstra integração entre os setores.

2. O marketing de hoje é data-driven, mas ainda há desafios

A tecnologia, como não poderia ser diferente, também invadiu os departamentos de marketing. O estudo da Salesforce aponta que 87% das empresas do segmento integram tecnologia de publicidade com outras tecnologias de marketing.

Uma dessas tecnologias refere-se ao uso dos dados. Hoje, os profissionais observam mais as fontes de dados para fornecer experiências únicas aos clientes.
Isso significa que, se uma determinada ação de marketing para coletar leads de visitantes online quiser ser bem sucedida, deve ser rastreável e os dados cedidos pelos prospects precisam ser tratados com cuidado e responsabilidade. Assim, torna-se possível entender o cliente e entregar a experiência certa no momento certo da jornada de compras.

3. Engajar os consumidores é um dos maiores desafios

Para garantir o engajamento e conversão de prospects em clientes fiéis, as equipes de marketing estão se voltando para a interação em tempo real em todos os canais de compra — tendência

conhecida como Omnichannel. No entanto, apenas 28% dos profissionais se dizem satisfeitos com sua atual capacidade de interagir com os clientes em larga escala.
Em média, 52% das empresas interagem com os clientes em tempo real em um ou mais canais de comunicação — seja redes sociais, telefones ou webchats. O mesmo percentual diz respeito à importância dada ao feedback dos clientes: mais da metade das empresas adaptou estratégias e táticas de marketing com base apenas nas interações com as pessoas.

4. A personalização anda de mãos dadas com a inteligência artificial

Um dos maiores indicadores de sucesso em uma equipe de marketing é o grau de personalização da jornada do cliente. Isto é, o quão personalizado e único o atendimento pode ser para cada cliente em cada momento da sua jornada de compras — da hora em que ele tem o primeiro contato com a loja até depois que ele adquire seus primeiros itens.

A inteligência artificial é um dos recursos que mais têm auxiliado os analistas de marketing a perseguir esse objetivo. Segundo o estudo, a adoção da tecnologia — um dos pilares da Indústria4.0 — aumentou 44% desde 2017.

Um aspecto importante é que os consumidores também estão desconfiados em relação a políticas pouco transparentes em relação às informações que eles cedem nos canais de comunicação. A comodidade da personalização vem com um preço: a privacidade. Segundo a Salesforce, 51%das organizações de marketing estão mais conscientes acerca desse equilíbrio do que estavam em 2017.

O marketing enfrenta cada vez mais desafios com o avanço da tecnologia que, paradoxalmente, abre inúmeras oportunidades para oferecer produtos, serviços e atendimentos únicos aos clientes.As empresas e departamentos de marketing, segundo os dados do estudo, caminham a um passo acelerado, integrando setores dentro das empresas e oferecendo, no momento certo, o que o cliente precisa para resolver seu problema.

Para conferir os resultados completos da pesquisa State of Marketing 2018, basta acessar o siteda Salesforce.

Fonte: administradores.com.br


Deixe uma resposta