Conheça a origem da controladoria no Brasil

A origem da controladoria no Brasil está ligada ao desenvolvimento industrial no país. Desde então, o mercado brasileiro se mostrou diversificado, garantindo um reforço econômico ao que era, substancialmente, mantido pelo mercado agrícola. Tudo porque a controladoria une o conjunto de conhecimentos em administração, economia, psicologia e contabilidade para fornecer informações qualitativas para a tomada de decisão em aspectos econômicos.

Entretanto, vale a pena observar que a origem da controladoria no Brasil trouxe muitos benefícios para as organizações. Assim, criou-se uma base estrutural para conferir total segurança e assertividade às decisões corporativas.

Confira, aqui, tudo o que você precisa saber a respeito da controladoria e o seu berço em terras brasileiras!

O que é a controladoria?

Conhecida como uma ciência contábil que cuida de todos os aspectos temporais e financeiros de uma organização, a controladoria faz uso combinado de outras áreas de conhecimentos (mencionadas na abertura do texto) para garantir dados relevantes e precisos para a tomada de decisão.

E isso envolve tanto a saúde financeira da empresa e seus respectivos aspectos econômicos, quanto a eficácia empresarial. No que tange a sua missão e propósito, a controladoria serve para:

  • otimizar os resultados da empresa por meio dos esforços integrados de diversas áreas;
  • zelar pela continuidade da empresa;
  • a manutenção do modelo de gestão econômica corporativa.

No entanto, como dissemos anteriormente, a origem da controladoria no Brasil é ainda recente.

Qual é a origem da controladoria no Brasil?

O termo e a aplicação do conceito já vinham sendo colocados em prática, Brasil afora, quando a década de 1960 chegou com forte movimentação econômica no país.

Tudo porque o então presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek, abriu as portas para a indústria internacional se firmar em território nacional. Foi assim que grandes marcas automobilísticas, como a Volkswagen e a Ford, fizeram do país uma de suas moradas.

Consequentemente, o desenvolvimento econômico foi acelerado por conta da medida, gerando empregos e uma elevada produtividade local que estimulou o país, como um todo. E o que se tornou, também, a origem da controladoria no Brasil.

Com o aumento da produção e da concorrência no setor industrial, passou-se a observar a importância dos relatórios de desempenho, os índices de produtividade e, especialmente, um controle contábil preciso.

E são responsabilidades inerentes à controladoria. Só que, por conta dessa origem impulsionada pelo mercado internacional introduzindo-se no país por meio de grandes marcas, criou-se o mito de que o setor só é funcional para empresas de grande porte.

Algo que está muito longe da verdade.

Por que investir na controladoria?

Destacamos que não importa o tamanho da sua empresa para investir nesse setor. Após a origem da controladoria no Brasil, a sua presença se mostrou distinta para que a sua marca mostre mais competitividade no seu ramo de atuação.

Não só como um instrumento de planejamento e decisões estratégicas, portanto. Afinal de contas, as mudanças ocorridas desde 50 anos atrás fizeram com que o setor também evoluísse.

Isso significa que existem mais motivos, responsabilidades e pontos de interesse que podem fazer você considerar a sua implementação em curto ou médio prazo.

No mercado moderno, a controladoria não se limita mais à apresentação de dados focados na área contábil, exclusivamente. Além do faturamento e despesas, a coleta de dados relevantes para o seu mercado se destacaram também de uma maneira geral sobre o desempenho financeiro da organização.

Assim, a área administrativa também se apossou das atividades e responsabilidades da controladoria. O que pode servir, por exemplo, para a apresentação de projeções e resultados para:

  • investidores;
  • líderes;
  • acionistas.

Uma maneira de garantir que os stakeholders tenham todas as informações necessárias para a tomada de decisão e certifiquem-se de ter o retorno esperado sobre o valor. E garantindo que, internamente, toda a empresa esteja ciente de sua segurança e controle e a financeiro com base nas suas decisões estratégicas.

E a evolução do profissional em controladoria?

Vale destacar que, embora seja uma atividade recente com base na origem da controladoria no Brasil, o setor conta com profissionais especializados.

Assim como o profissional de finanças pode se especializar em áreas distintas, o profissional desse setor tem a sua atuação destacada com base em uma área mais específica. E tudo teve início, também, junto com a origem da controladoria no Brasil, durante a década de 1960.

As empresas internacionais envolveram-se nessa demanda inicial, buscando profissionais que pudessem responder às atividades desejadas e requeridas para o setor.

Já nos dias atuais, a profissão modificou-se para atender às metamorfoses do mercado em si. O conhecimento em administração já mencionado é um deles, mas o enfoque gerencial também tem se mostrado diversificado e atrativo para atrair esses talentos nas organizações.

Afinal, entre as muitas responsabilidades desse especialista, destacam-se as seguintes:

  • elaboração de um planejamento orçamentário (o que envolve o budget e forecast);
  • as demonstrações mensais do setor de contabilidade;
  • a projeção, o desenvolvimento e a manutenção de projeções econômicas diante de diferentes cenários;
  • a modelagem financeira;
  • planejamento dos investimentos.

Até por isso, a origem da controladoria no Brasil, embora recente, já tem evoluído para outros caminhos. Uma segmentação que tem acompanhado as tendências do mercado e gerando mais valor à consolidação dessa carreira no país.

Agora, queremos ouvir de você: caso tenha ficado com alguma dúvida a respeito da origem da controladoria no Brasil ou tenha experiências no assunto que queira compartilhar, para enriquecer um debate sobre o assunto, é só deixar um comentário, logo abaixo!

Fonte:Xerpa

Posts Relacionados

Leave a Comment