entenda o que é e qual a importância dele para a área de RH.

Esperamos que você goste desse conteúdo.

Que tal começar 2021 otimizando processos no seu RH? Conheça o PontoTel. Marque um contato!

Se o setor de recursos humanos e a tecnologia não andam de mãos dadas na empresa onde você trabalha, existe uma grande chance dos seus concorrentes estarem felizes.

Afinal, isso significa que  os seus gestores ainda não entenderam que a tecnologia faz parte do agora, e que suas operações podem estar fora da realidade de qualquer mercado.

Até 2019 o uso da tecnologia em empresas era uma tendência, porém o ano de 2020 consolidou a urgência de introduzir a tecnologia nas organizações.

Além de vantagem competitiva, redução de custos e melhora na performance financeira, a transformação digital também considera o capital humano.

A proposta das HR Techs é desburocratizar a área de Recursos Humanos e torná-la mais estratégica.

Processos automatizados otimizam o tempo precioso dos colaboradores com tarefas chatas e repetitivas, e ao mesmo tempo oferecem resultados rápidos e inteligentes que um profissional levaria um bom tempo para cumprir a mesma missão.

Não dá para ignorar a transformação digital no RH, e especialmente sobre HR Tech. Prova disso é a necessidade que empresas de todos os tamanhos e segmentos têm quando o assunto é Recursos Humanos: como ter respostas claras, objetivas e automáticas sobre os colaboradores? A digitalização no setor é a resposta.

A seguir, veja os tópicos que iremos abordar ao longo da sua leitura:

O que é HR Tech?

As HR Techs são startups ou empresas que nasceram com o objetivo de solucionar problemas do setor de Recursos Humanos. Como o nome sugere, se trata especificamente de utilizar a tecnologia para automatizar os processos do RH.

Em inglês, HR (Human Resources) significa Recursos Humanos, já o Tech vem de Technology, e é um termo muito utilizado e difundido pelo Vale do Silício.

Isso, pois funcionam para identificar as empresas que utilizam a tecnologia como um recurso chave para aumentar a produtividade de um setor ou, até mesmo, para dar um novo significado para qualquer necessidade ou atividade humana ou social.

Por falar em significado, as novas tendências organizacionais entendem que as empresas precisam inovar não apenas em processos, mas principalmente em significado, cultura, nova mentalidade, ou mindset. Todos precisam se preparar para as novas transformações que a tecnologia permite a cada dia.

Contudo, o RH Tecnológico, como é conhecido, pode garantir um ambiente de trabalho mais produtivo e feliz para os colaboradores. Não se trata apenas de softwares, mas também de um setor, onde a tecnologia possibilita o melhor tratamento dos dados, enquanto o RH e os gestores podem fazer uma gestão desses dados de maneira assertiva e estratégica.

Como surgiram as HR Techs?

Antes mesmo de uma empresa focada em soluções tecnológicas nascer, existia um problema a ser resolvido, e com as HR Techs não foi diferente. As novidades começaram a surgir a partir de uma análise de como as grandes empresas lidavam com questões burocráticas e o que faziam para encontrar uma saída.

A necessidade de cada empresa sempre tem que ser observada de dentro para fora. No entanto, empresas focadas nessas soluções para o departamento de Recursos Humanos apresentam plataformas que buscam simplificar os processos e promover a redução de custos do setor.

Até os anos 90, as únicas empresas de tecnologia que lidavam com RH desenvolviam softwares como SAP e Oracle, que eram complexos para a gestão interna das empresas. Apenas as grandes organizações utilizavam, já que o acesso era restrito e voltado para um grande tratamento de dados.

Entre o final dos anos 90 até meados de 2005, começaram a surgir sites na internet para divulgação de currículo, como Infojobs, Indeed, entre outros. Com isso, empresas de recrutamento também começaram a surgir para suprir a demanda das grandes organizações.

Outra mudança aconteceu: com o acesso a internet, as empresas começaram a tratar ou terceirizar o recrutamento e seleção das organizações, e teve como seu principal aliado o crescente número de sites de Job Hunter.

Porém, em 2012 as primeiras HR Techs começaram a aparecer no mercado de RH com o objetivo de suprir as demandas do setor inteiro, não apenas das grandes empresas. A mudança passou a ser estrutural com a operação de softwares na nuvem, mais acessíveis, que não demandam especialistas para gestão de diversas partes do processo.

As empresas passaram a ter um processo especializado e operar sistemas com interfaces simples, tornando o profissional mais independente para utilizar e personalizar as plataformas de acordo com as necessidades.

O uso da inteligência artificial fez com que os processos fossem mais eficazes, e possibilitou que novas empresas surgissem com grandes inovações.

Nos últimos anos o Brasil tem apresentado um aumento no número de novas HR Techs, com o surgimento de soluções interessantes para diversas necessidades.

Ainda que as antigas plataformas e sites de vagas sejam muito utilizados, hoje existe maior competitividade e maiores possibilidades no mercado e 70,9% dessas startups atuam com recrutamento e seleção.

Quais os benefícios de se aliar a uma HR Tech?

O princípio dessas novas startups está em resolver problemas complexos de maneira simples e mais democratizada. A adesão de empresas HR Tech torna o ambiente do RH mais dinâmico na empresa, porque apresenta a solução em pouco tempo e oferece uma visão ampla dos processos.

Vale ressaltar que o objetivo dessas empresas não é substituir os humanos pelos processos robotizados, muito pelo contrário: a inteligência artificial precisa ser operada por profissionais que tenham consciência sobre seu ambiente corporativo, e que sejam capazes de serem protagonistas no processo, isso requer autogestão e olhar analítico.

A tecnologia deixa tudo interessante no momento em que descentraliza processos burocráticos e complexos e dá espaço para um ambiente mais interativo, com conexões mais humanas. Além de agregar valor na cadeia produtiva, o bom uso dessas plataformas pode promover um ambiente organizacional que compreenda sobretudo as questões humanas.

Quando se trata de colaboradores, por exemplo, o pensamento se direciona para as questões relacionadas com as obrigações e leis trabalhistas de ambos, com isso, as empresas acabam inflando o seu setor de RH e sufocando os colaboradores com a burocracia. As HR Techs buscam transformar esse quadro e tornar o RH um setor mais comunicativo, que ouça e considere as suas necessidades.

A tomada de decisão das empresas era muito baseada em horários, quesitos como se tal colaborador conseguia cumprir sua jornada de trabalho pontualmente eram essenciais. De forma que era comum punir funcionários que se atrasavam 10 minutos, sem considerar o seu desempenho profissional.

Esse é um mero exemplo do foco das organizações, porém,  revela que as empresas precisam inovar mais nessa área e cuidar do que realmente importa.

A transformação digital no setor melhora o processo de gestão desde o recrutamento, acompanhamento do colaborador até o seu offboarding. Implementar a tecnologia neste setor pode refletir o desempenho estratégico em outros departamentos, já que lida com o ser humano como um recurso inestimável e importante para a competitividade.

Para o colaborador

Para os funcionários, as HR Techs oferecem diversos benefícios, como:

  •  Melhorar a experiência dos colaboradores;
  •  Oferecer uma experiência personalizada para candidatos e recrutadores;
  •  Dar autonomia e acompanhar o processo do tratamento com as questões burocráticas;
  •  Aumentar o valor dos colaboradores nas empresas;
  •  Proporcionar um ambiente mais produtivo e feliz.

Para a empresa

Já para as empresas os benefícios são:

  •  Agregar na cadeia produtiva e em todos os processos;
  •  Fomentar a cultura do feedback e lidar com seus colaboradores de maneira inteligente;
  •  Possibilitar ao RH mais tempo para treinamento de líderes e gestores;
  •  Reduzir custos;
  •  Aumentar a capacidade estratégica da organização;
  •  Melhorar a análise de dados;
  •  Melhorar a efetividade das estratégias a partir das análises de dados;
  •  Reduz em até 80% da carga operacional;
  •  Organizar processos seletivos rápidos e eficazes;
  •  Possibilitar o uso de inteligência artificial para identificar respostas simples para problemas complexos.

Ainda que muitos gestores sejam céticos sobre a efetividade das HR Techs, ela não trata somente de número e de análise de dados. A rapidez e a precisão do processamento de resposta é um benefício competitivo em um mundo cada vez mais digital.

Outra objeção se deve à complexidade dos processos de RH e do questionamento: será que as plataformas simples dariam conta de suprir a demanda? 

Para isso, é necessário que o problema seja compreendido para encontrar a melhor solução tecnológica para ele, e que seja capaz de reduzir os erros operacionais, e ainda aumentar a eficiência e assertividade dos processos.

Entretanto, a maior qualidade das HR Techs é que as empresas passaram a inovar no tratamento de gestão de pessoas. Algumas tendências de mercado são voltadas para esse ponto, que visa gerir tanto o desempenho do profissional quanto o engajamento dele. Tudo isso, por meio de sua performance nas suas atividades, e cumprimento das suas obrigações como assiduidade.

Como a HR Tech otimiza o processo na área de recursos humanos?

imagem de uma equipe em reunião

O setor de RH sofreu transformações ao longo das últimas décadas. A maneira como se faz a gestão de ponto, o reconhecimento e bonificação de um colaborador, até a seleção online de candidatos tornaram as coisas mais fáceis e mais assertivas.

O desafio do setor agora é dar início à  inovação e criatividade nas corporações. Visto que,  atualmente as principais necessidades do setor variam entre:

  • Fazer a gestão das competências;
  • Realizar treinamento dos gestores;
  • Compreender o perfil do quadro de colaboradores que fazem sentido para os próximos passos da organização;
  • Possibilitar uma gestão estratégica da empresa.

O surgimento das HR Techs oferece uma nova visão tanto do RH para a empresa, quanto da empresa para o RH. O setor tem se transformado ao ponto de dinamizar os processos sobre os colaboradores e atribuindo aos demais departamentos a oportunidade de cuidar das pessoas.

Com um setor mais dinâmico, assertivo, eficiente, e descentralizado, os gestores passaram a participar ativamente da gestão e avaliação de desempenho de seus colaboradores. Eles também não  fazem apenas a mera gestão de processos, mas principalmente passam a ser gestores de pessoas.

Investir em tecnologia no setor de RH pode levar a empresa ao topo da alta performance, devido às ferramentas que tornam os processos mais fáceis e rápidos de serem executados.

Além disso,  possibilita com que o departamento invista em capacitação e engajamento dentro das empresas com o foco especialmente na formação de líderes e não meros operadores.

Em relação aos outros países, o Brasil ainda está atrasado em inovação e tecnologia. Mas a boa notícia é que o mundo tem investido em aprender as novas habilidades para lidar com a tecnologia, tanto em termos técnicos como em soft skills e competências necessárias para um bom desempenho e produtividade.

O grande pilar das inovações tecnológicas, bem como o das HR Techs é, sem dúvidas, a inteligência artificial que dá uma visão geral da organização e sintetiza as necessidades do setor.

Exemplos disso são as  adequações às transformações digitais, redução de erros de gestão, automação de processos, análise e acompanhamento dos resultados e gestão de pessoas.

O mercado caminha para uma mudança de mentalidade, a fim de que as empresas entendam que o mundo mudou, e busquem quais são as melhores maneiras para performar nessa nova geração e nova era tecnológica. Um departamento modernizado e antenado em inovações pode inspirar a empresa a se reinventar também.

Já no campo das decisões, a tecnologia pode ampliar a visão do gestor sobre determinados aspectos e oferecer pontos de atenção ou novos caminhos para mudanças e ainda reduzir possíveis erros. Diversas plataformas são capazes de apresentar soluções com maior probabilidade de acerto com base nos dados.

Por fim, os novos softwares, aplicativos e plataformas são capazes de automatizar processos como:  selecionar currículos com maiores chances de encontrar o candidato ideal, processamento da folha de pagamento, o tratamento de ponto do colaborador, entre outros.

O mais interessante dessas plataformas é sem dúvidas a análise e o acompanhamento dos resultados que as plataformas viabilizam para os gestores. Afinal, desafios como mensurar a efetividade de alguma mudança se tornam rápidos e especializados no tipo de resposta que o gestor necessita.

Por que as HR Techs são o futuro do RH?

Além de reduzir o quadro de funcionários operacionais no departamento, o RH passa a precisar de “cérebros de obra”, capazes de identificar problemas, propor rápidas soluções, analisar dados com facilidade, pontuar e discutir com os departamentos quais são os pontos de melhoria baseado em dados e pensamento estratégico.

As HR Techs chegaram para revolucionar os processos e a estrutura do RH, tornando-o menos mecânico por gastar menos tempo com o operacional, e mais humano ao focar sua atenção em desenvolver o recurso humano das corporações.

De acordo com a Pesquisa VOCÊ RH em parceria com a Deloitte Brasil, HR Tech é um dos cinco temas principais que um profissional de RH precisa conhecer para lidar com as tendências e novas realidades do setor.

Design Thinking e Métodos Ágeis, por exemplo, são ferramentas multidisciplinares no setor, que podem contribuir na transformação estratégica das empresas. Como aponta a pesquisa, 25% das companhias consideram como prioridade o Desenvolvimento de liderança (1º), seguido por (2º) Reestruturação Organizacional com 22%, e (3º) Cultura e Engajamento com 17%.

Já a prioridade de outras três principais áreas, como Big Data, HR TECHS e Inteligência Artificial, revelam que o Investimento em tecnologia de RH (16%), a Atração e Retenção de Talentos (7%), e investimento em Desenvolvimento Organizacional (6%) ainda são baixos, porém necessários para que as empresas foquem mais em suas prioridades e menos com processos.

A pesquisa global da Deloitte mapeou as principais tendências de capital humano e constatou que o aprendizado segue no topo das competências mais importantes nas empresas. Embora seja essencial para 86% dos líderes, apenas 46% deles se sentem preparados para desenvolver suas equipes frente às transformações digitais e a preservação do recurso humano.

O levantamento também revelou que 63% das empresas estão investindo em tecnologia e a principal área é a do aprendizado digital (32%), Analytics (25%), Mobile (14%), Inteligência Artificial (10%) e Gerenciamento de Carreira (7%).

Entretanto, a pesquisa da Deloitte Brasil mostrou a tendência em 18 cargos, com a participação de 173 empresas de todo Brasil em 12 setores, e indicou que 62% das companhias estão investindo em novas práticas de gestão de pessoas. Aprendizado digital e analytics são os temas que têm recebido mais investimentos.

Esses dados mostram que a transformação digital no setor de RH considera como prioridade dar espaço para o desenvolvimento humano e estratégico das organizações, porém o que as organizações precisam entender é que ao aderir a tecnologia para otimizar os processos que levam muito tempo para serem concluídos, as tarefas principais poderão ser realizadas.

Revoluções tecnológicas com HR Tech

Como citamos anteriormente, o RH costumava utilizar SAP e Oracle, programas instaláveis em computadores de utilização totalmente corporativa. Em 2020, o uso de tecnologias na nuvem, Big Data, Inteligência Artificial, plataformas e aplicativos responsivos com foco em UX e UI são utilizados em computadores ou smartphones, independente de onde a empresa e seus colaboradores estiverem.

Caso as empresas de todos os tamanhos, segmentos e perfis passem a aderir às HR Techs, o impacto econômico no Brasil e no mundo será grande. Com a desburocratização dos processos de RH, as empresas serão mais eficientes em gestão e os processos serão mais rápidos de serem executados.

Especialmente a área de recrutamento e seleção e tratamento de ponto e folha de pagamento seria enormemente impactada ao fazer um processo rápido de contratação, encontrar o melhor candidato, acompanhar seu desempenho e tratar das burocracias de forma rápida.

O Brasil tem um dos piores turnover (rotatividade de pessoal) do mundo. O fluxo de entradas e saídas de colaboradores em uma empresa é alto: a cada 3 anos as empresas tendem a renovar 100% do seu quadro de colaboradores.

Com uma média de 60 dias para fechar uma vaga e uma semana com a equipe inteira de RH para fechar o ponto, as estatísticas para melhorar os processos são essenciais para tomada rápida de decisão. É exatamente o que as empresas precisam: de agilidade. As HR Techs são capazes de suprir essa demanda de mercado.

As grandes tendências a partir de 2020 tem uma perspectiva de negócios H2H (Human to Human e podem focar tecnologias como People Analytics, People Science, Big Data, Gamificação e Sistemas Integrados de Gestão que entendam que a satisfação pessoal resulta da produtividade de resultados das empresas.

Outro aspecto a ser considerado, especialmente após 2020, é a adesão do Home Office, que gerou aumento de 20% no número de contratações.

Com um RH Digital no novo contexto do trabalho, a inteligência artificial pode ajudar o colaborador com tendências como Learning e Employee Experience e People Analytics que focam em tornar o ambiente de trabalho produtivo.

Já no campo da inclusão, as HR Techs de Inclusão têm mais de 11 mil vagas para Pessoas com Deficiência (PCD), e possibilitou o trabalho remoto ou “PCD Online” com foco na geração de empregos exclusivos para pessoas com diversos tipos de deficiência.

Os avanços tecnológicos e as novidades avançam rapidamente. O trabalho remoto possibilita redução de custos com estrutura e infraestrutura empresarial, mas essa modalidade não pode ficar desassistida pelo o RH. É importante que as empresas busquem soluções inteligentes para manter a eficiência e produtividade desses colaboradores.

Human Resource Information System (HRIS)

O Sistema de Informação do Recursos Humanos pode ser considerado o coração do RH, já que nele estão armazenadas as informações e dados dos colaboradores desde a sua admissão, ponto eletrônico, folha de pagamento, atestados médicos, absenteísmo, engajamento, demissão, entre outros.

Existem diversas plataformas no mercado que oferecem o tratamento de dados com o foco em determinadas informações da vida profissional do colaborador na empresa, e com isso integra as informações e facilita todo o processo burocrático com cada um dos colaboradores.

Aplicativo de controle de ponto

Aplicativos de controle de ponto eletrônico são uma das melhores revoluções do mercado de HR Techs. Tanto os cartões de ponto como as máquinas pesadas de relógio de ponto estão sendo substituídos por softwares de ponto capazes de otimizar ainda mais o processamento de ponto.

O registro de ponto deve proporcionar agilidade e praticidade para o colaborador, e para o RH, as novas tecnologias precisam ser capazes de integrar todo o processo de registro de ponto em uma única plataforma, ou então ser um software que trate de HRIS.

A plataforma de registro de ponto eletrônico facilita e integra informações, como o cálculo da folha de pagamento, adicional noturno, banco de horas, horas extras, controle de absenteísmo, DSR.

E através de sistemas inteligentes e totalmente online, o colaborador pode utilizar em seu próprio smartphone Android ou IOS com segurança e acompanhamento do registro.

No entanto, as plataformas precisam seguir as normas estabelecidas na lei do ponto eletrônico e os requisitos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), portaria 1510 e 373, REP, que estabelecem regras para licenciar esse tipo de tecnologia que garantam o cumprimento das leis trabalhistas.

Folha de pagamento online

A folha de pagamento é o resultado de uma série de processamento de dados do colaborador, bem como o que já abordamos anteriormente: ponto eletrônico, assiduidade, absenteísmo, horas extras, feriados, DSR, entre outros.

Essa rotina normalmente para o setor durante uma semana todos os meses pela quantidade de informações que precisam ser processadas.

Sistemas mais inteligentes e automáticos podem otimizar em até 80% o trabalho operacional com esses dados, e trata de maneira quase automática quando a plataforma tem um sistema HRIS ou que se integra com algum outro software capaz de lidar com todos os dados.

Mais de 60% do custo da maioria das empresas é com a folha de pagamento e a preocupação do setor nesse período é conferir se as informações cumprem as legislações trabalhistas e se todos os salários e encargos estão sendo pagos de maneira adequada.

Gestão de performance e talentos

Imagine que surgiu uma vaga na sua empresa e você é o profissional que realiza o recrutamento e seleção dos candidatos. Normalmente, os sites de vagas são os primeiros a serem considerados, porém você recebe centenas de currículos e só pode selecionar 5 para uma entrevista pessoal.

Como selecionar o melhor candidato?

As empresas levam em torno de 60 dias para fechar uma vaga, e isso demonstra o tamanho desse problema. A gestão de talentos é um tema bastante requisitado pelas empresas para auxiliar a organizar o processo de contratação com inteligência artificial.

Esse mercado é conhecido como ATS (Application Tracking Systems) ou sistema de rastreamento de candidatos.

Agora que você contratou um novo colaborador, como avaliar o desempenho dele? Com os sistemas de Gestão de Performance implementa e avaliações contínuas de desempenho, que permite feedbacks em tempo real para que o colaborador compreenda o seu próprio desenvolvimento  e sinta que está sendo assistido pelo seu gestor.

Engajamento de funcionários

Atualmente, os ambientes de trabalho são mais diversos. Seja no escritório ou em home office, os colaboradores sempre têm a necessidade de serem engajados por seus gestores e precisam manter a comunicação continuamente.

O clima organizacional de uma empresa é crucial para a permanência de um colaborador na equipe, já que ambientes que não cuidam da saúde física, emocional ou interpessoal expulsam principalmente os melhores colaboradores.

Com o objetivo de melhorar o endomarketing empresarial e engajar o colaborador através de metodologias como gamificação, algumas plataformas foram idealizadas para ajudar as empresas a motivar os seus colaboradores, melhorar o clima, o trabalho em equipe e as relações interpessoais e colher os frutos disso, que nada mais são do que resultados com qualidade.

Gestão de benefícios

A oferta de benefícios vai além de VR e VT e de outros previstos em lei. Os benefícios são uma maneira inteligente de cuidar da saúde e bem estar do colaborador e atender aos seus diferentes perfis e necessidades.

A gestão de benefícios é cada vez mais complexa se considerarmos os custos e a variedade no mercado. Softwares inteligentes são capazes de filtrar os melhores benefícios baseado em dados e análises assertivas para atender melhor o quadro de colaboradores.

Como o PontoTel pode ser seu grande aliado no RH

O sistema inteligente de registro de ponto eletrônico PontoTel é uma HR Tech que oferece um sistema completo e integrado para que a sua empresa possa garantir a segurança do ponto desde o registro, processamento e exportação dos dados.

Esse sistema é personalizável e possibilita que os gestores apliquem medidas de segurança de registro de ponto para os colaboradores, bem como regras de cálculos de horas e cálculo automático de horas extras, adicional noturno, entre outros.

O software possui integração com os principais sistemas de folha de pagamento online e possui uma usabilidade simples através de uma interface amigável e totalmente intuitiva para os seus colaboradores.

A facilidade de uso e a tecnologia avançada do PontoTel garantem uma experiência completa, fácil, rápida e eficiente do tratamento de ponto que é crucial para o processo da folha de pagamento.

Agende uma demonstração gratuita e conheça a plataforma que vai revolucionar o RH da sua empresa! Estamos ansiosos para tornar o processo de ponto eletrônico uma realidade inovadora, tecnológica e com a alta performance que a sua empresa merece!

Conclusão

computador-e-celular-pontotel-1

Em um mundo cada vez mais tecnológico, o recurso humano é a maior vantagem competitiva. As HR Techs surgem em um contexto onde o papel do homem na operação da tecnologia começa a ser discutido, e então o recurso humano começa a ser entendido como algo valioso.

As máquinas, os softwares, as plataformas ou aplicativos não vão substituir o ser humano, mas substituem sim os processos demorados, repetitivos e complexos do departamento de RH.

Além disso,  otimizam recursos financeiros, tempo e a produtividade dos colaboradores, e também aumentam o tempo útil para que o profissional de RH lide com as questões que realmente importam: o humano.

Essas novas startups revolucionaram o mercado ao mudar o significado dos processos e provar que existem maneiras mais eficazes e rápidas de concluir processos eficientes. Por conta das leis trabalhistas e todas as burocracias, o RH ficou desassistido em termos de inovações por receio de lidar com questões jurídicas, porém, as HR Techs quebram barreiras e inovam.

Os processos conhecidos por demorar dias e requerer grande número de pessoas estão cada vez mais automáticos e oferecem uma eficiência maior, já que a maioria das plataformas oferece uma análise de dados em tempo real para os gestores das empresas que podem facilmente tomar uma decisão baseada em dados de maneira assertiva e estratégica.

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

Posts Relacionados