Entenda qual a importância da NR 17 para sua empresa

A NR 17, ou Norma Regulamentadora 17, é uma diretriz legal que orienta as empresas sobre qualidade de vida no ambiente de trabalho. Você já ouviu falar?

Toda empresa precisa ficar atenta à questão do risco ergonômico. Afinal, não adianta contratar bons profissionais se o espaço da empresa não oferecer qualidade mínima para a execução da jornada de trabalho. 

Sendo assim, a norma 17 orienta as organizações no sentido de proporcionar conforto e segurança ao trabalhador! Então, que tal entender melhor sobre o assunto e garantir a qualidade de vida das suas equipes? 

Qual a importância da NR 17?

A Norma 17 foi aprovada em 8 de Junho de 1978, ou seja, não é tão recente. Desde então, sua adoção tem sido obrigatória em todas as organizações regidas pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Graças a essa diretriz, é possível diminuir o risco de lesões e favorecer a produtividade dentro das empresas. 

Basicamente, a NR 17 fala sobre segurança e como deve ser:

  • Levantamento, transporte e descarga de materiais;
  • Disposição do mobiliário no trabalho;
  • Equipamentos essenciais; 
  • Condições ambientais; 
  • Condições específicas para o caso de teleatendimento. 

Muitas pessoas não dão a devida importância para o aspecto ergonômico, mas isso pode trazer uma baita dor de cabeça depois! Então, quais os possíveis riscos?

Manter uma postura inadequada durante longas horas de trabalho ou utilizar móveis e equipamentos que não oferecem segurança alguma. Seja qual for a situação, as péssimas condições de trabalho contribuem para o surgimento de lesões e doenças como bursite, tendinite, dermatite, surdez e entre outras.

Vale o questionamento: será que você presta atenção às queixas dos seus colaboradores

Você provavelmente concorda que é impossível trabalhar disposto e motivado quando o escritório tem má ventilação, cadeiras desconfortáveis, móveis de baixa qualidade etc. Logo, é imprescindível que líderes e gestores tenham atenção quanto à ergonomia no ambiente de trabalho.

Acompanhe os detalhes da norma!

As principais diretrizes da Norma 17

É bom conhecer todos os detalhes da norma regulamentadora para garantir conforto e que sua empresa esteja seguindo as leis. 

Para facilitar, selecionamos os principais pontos da norma sobre ergonomia. Confira:

  • 17.2.3. Todo trabalhador designado para o transporte manual regular de cargas, que não as leves, deve receber treinamento ou instruções satisfatórias quanto aos métodos de trabalho que deverá utilizar com vistas a salvaguardar sua saúde e prevenir acidentes.
  • 17.3.1. Sempre que o trabalho puder ser executado na posição sentada, o posto de trabalho deve ser planejado ou adaptado para esta posição.
  • 17.3.2. Para trabalho manual sentado ou que tenha de ser feito em pé, as bancadas, mesas, escrivaninhas e os painéis devem proporcionar ao trabalhador condições de boa postura, visualização e operação e devem atender aos seguintes requisitos mínimos:
  • a) ter altura e características da superfície de trabalho compatíveis com o tipo de atividade, com a distância requerida dos olhos ao campo de trabalho e com a altura do assento;
  • b) ter área de trabalho de fácil alcance e visualização pelo trabalhador;
  • c) ter características dimensionais que possibilitem posicionamento e movimentação adequados dos segmentos corporais.
  • 17.3.3. Os assentos utilizados nos postos de trabalho devem atender aos seguintes requisitos mínimos de conforto:
  • a) altura ajustável à estatura do trabalhador e à natureza da função exercida;
  • b) características de pouca ou nenhuma conformação na base do assento;
  • c) borda frontal arredondada;
  • d) encosto com forma levemente adaptada ao corpo para proteção da região lombar.
  • 17.3.5. Para as atividades em que os trabalhos devam ser realizados de pé, devem ser colocados assentos para descanso em locais em que possam ser utilizados por todos os trabalhadores durante as pausas.
  • 7.5.3. Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.
  • 17.5.3.1. A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa.
  • 17.5.3.2. A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.
  • 17.6.3. Nas atividades que exijam sobrecarga muscular estática ou dinâmica do pescoço, ombros, dorso e membros superiores e inferiores, e a partir da análise ergonômica do trabalho, deve ser observado o seguinte:
  • a) todo e qualquer sistema de avaliação de desempenho para efeito de remuneração e vantagens de qualquer espécie deve levar em consideração as repercussões sobre a saúde dos trabalhadores;
  • b) devem ser incluídas pausas para descanso;
  • c) quando do retorno do trabalho, após qualquer tipo de afastamento igual ou superior a 15 (quinze) dias, a exigência de produção deverá permitir um retorno gradativo aos níveis de produção vigente na época anterior ao afastamento.

Além de tudo isso, toda a empresa precisa observar as regras específicas sobre a organização do trabalho, que envolvem: as normas de produção, o modo operatório, a exigência de tempo, a determinação do conteúdo de tempo, o ritmo de trabalho e o conteúdo das tarefas.

Cumprindo as determinações acima, você previne que a empresa sofra prejuízos e garante mais qualidade de vida. No próximo tópico, você vai entender o que acontece quando a empresa não respeita as normas de ergonomia. Não deixe de ler!

E se as normas não forem cumpridas?

Para garantir qualidade de vida, é preciso que a Norma 17 seja cumprida à risca. Isso vale tanto para o empregador quanto para o empregado!

Não respeitar a norma significa colocar em risco a saúde dos profissionais envolvidos, prejudicando os resultados e até a legalidade da empresa. Se alguma irregularidade for identificada durante fiscalização, a empresa tem até 60 dias para corrigir os erros

Ao final do prazo, uma nova inspeção é feita. Se as correções não forem feitas, a organização é multada e pode até responder processo na justiça. 

Por isso, é preciso elaborar e manter o ambiente de trabalho sempre de acordo com a NR 17. Ela serve para evitar que o trabalhador sofra com esforços repetitivos, o que prejudica o desempenho dele e certamente prejudica os resultados da empresa.

Como promover qualidade de vida nas empresas?

Quando falamos em “ergonomia no trabalho” falamos de diversos fatores, que devem ser respeitados para que o trabalhador consiga desempenhar seu trabalho com excelência. 

Se você não oferecer bem-estar mínimo aos colaboradores, ficará difícil esperar que eles tragam bons resultados.

Algumas formas de promover a qualidade de vida nas empresas e respeitar a NR 17 são:

  • Qualidade e disposição dos móveis;
  • Temperatura adequado no ambiente;
  • Ruído;
  • Organização;
  • Equipamentos seguros;
  • Orientação e manuseio correto de equipamentos;
  • Ventilação;
  • Iluminação;
  • Pequenas pausas durante a jornada de trabalho;
  • Ergonomia cognitiva (se o ambiente é hostil, se há cobrança excessiva). 

Mas além dos aspectos físicos, é preciso se atentar para o aspecto psicológico do trabalhador. Se você sofre com absenteísmo na empresa, vale investigar para descobrir os principais motivos para tantas ausências. 

Será que o ambiente de trabalho não é um deles?

No ambiente empresarial, a empresa deve deixar claro quais são as regras de ergonomia para que cada profissional também zele pela sua saúde. Além disso, é importante haver uma fiscalização contínua com medidas preventivas, como placas, avisos, comunicados etc.

Quer algumas dicas de como promover qualidade de vida no trabalho? Confira abaixo:

  1. invista em cadeiras e assentos confortáveis, sobretudo naquelas em que o trabalhador vai passar mais tempo;
  2. preste atenção à altura do monitor, que precisa ficar na altura dos olhos;
  3. busque alternativas para reduzir o cansaço do colaborador, como trabalho remoto, espaços de descanso, programas de saúde mental etc;
  4. incentive o trabalhador a dar pequenas pausas com alongamento durante a jornada de trabalho;
  5. pergunte ao colaborador. Isso mesmo, questione as pessoas sobre o que acham do ambiente de trabalho! Vale promover um questionário individual para que a empresa tenha noção de quais os principais problemas que afetam os funcionários. 
  6. incentive a hidratação. Pode parecer “bobo”, mas beber água ajuda a prevenir distúrbios musculoesqueléticos e também aumenta a recuperação desse sistema.

Como vimos, a NR 17 detalha diretrizes essenciais sobre ergonomia no trabalho. Graças a ela, é possível assegurar a saúde e bem estar do trabalhador, garantindo que ele cumpra da melhor forma suas atividades.

Se você quer aumentar a motivação e produtividade da sua empresa, precisa antes observar se existe qualidade de vida no ambiente. O que adianta adotar estratégias de motivação se o espaço em que as pessoas passam a maior parte do dia é falho? 

Seguindo as dicas acima, você poderá transformar o cotidiano da sua empresa e garantir o bem estar de todos, respeitando a NR 17!

Fonte: Xerpa

Posts Relacionados