entenda qual o objetivo e como aplicar na empresa!

Foto de Anthony Shkraba no Pexels

Na gestão de pessoas, o feedback é uma ferramenta muito importante, pois permite às empresas construir uma cultura organizacional baseada na melhoria contínua. Portanto, o uso de formatos estratégicos, como feedback 360 ​​graus, pode melhorar a análise do desempenho do colaborador.

Esta categoria de feedback auxilia os gestores a identificar habilidades, detectar pontos de comportamento negativo e melhorar o engajamento dos funcionários, sendo um método eficaz e amplamente utilizado para o planejamento e reorganização de equipes.

Visto isso, neste artigo explicaremos tudo sobre feedback 360, como ele pode impactar positivamente o desempenho do colaborador, e como fazê-lo.Veja os tópicos que abordaremos a seguir:

Vamos lá!

O que é o feedback 360?

O feedback 360º é um processo utilizado em muitas empresas para avaliar e melhorar o desempenho do colaborador, ajudando a identificar habilidades que precisam ser desenvolvidas.

Ele basicamente significa receber de volta alguma informação. Por exemplo, quando o líder se reúne com seus funcionários ou sua equipe, ele explica quais áreas estão indo bem e quais precisam ser corrigidas, ele está fornecendo um feedback. Na tradução inglesa, a fonte da palavra é: uma espécie de “opinião” ou “efeito retroativo”.

Essa alternativa oferece um feedback mais amplo que começa com múltiplas percepções, feito em 360 ​​graus. Combina a visão do superior imediato, bem como a visão dos colegas, subordinados e assessores.

Quais os objetivos de um feedback 360 graus?

A principal finalidade do feedback 360 graus é determinar os pontos fortes e fracos de um funcionário, levando em conta a opinião de todos que trabalham com ele.

Esse tipo de retorno é vital para a empresa, pois promove o planejamento e a gestão da equipe e torna os colaboradores mais engajados na empresa, pois eles se sentem instigados a demonstrar seu potencial, principalmente para melhorar os pontos levantados em feedbacks negativos.

Como funciona?

O feedback 360 graus é uma avaliação dos pontos fortes e fracos dos funcionários, uma espécie de devolutiva sobre o seu trabalho. Porém, para fazer isso, o gestor precisa de uma visão completa e bem fundamentada. Ele usa três fontes de avaliação: autoavaliação, avaliação do gerente e avaliação por pares.

Como os resultados da avaliação vêm de três fontes distintas, os profissionais podem ser vistos de diferentes ângulos, aprofundando assim o entendimento de seus pontos fortes e fracos. Os resultados dessas avaliações são usados ​​para fornecer feedback completo de 360 ​​graus.

Como ele pode impactar positivamente o desempenho do colaborador?

O feedback 360 é uma ferramenta que auxilia no desenvolvimento dos funcionários e ajuda a identificar os pontos positivos e melhorar os pontos fracos para serem trabalhados

Isso ocorre porque, o processo de feedback dá às pessoas a oportunidade de fornecer um retorno anônimo aos colegas sobre o seu trabalho, reduzindo assim as emoções desconfortáveis ​​ou agressivas.

Os analisados podem obter informações sobre como os outros os percebem e ter a oportunidade de ajustar seus comportamentos e aprimorar suas habilidades para que possam se destacar na empresa.

Além disso, por meio desse modelo de avaliação, podemos destacar vantagens, como melhoria do senso de justiça dos profissionais avaliados, melhoria de carreira, orientação para treinamentos, fortalecimento da cultura organizacional e outros.

Como fazer um feedback 360?

Essa ferramenta pode ser usada por meio de questionários para avaliar as habilidades de uma pessoa, de preferência online.

Os indivíduos incluídos receberão apenas uma classificação geral ponderada com todas as avaliações, não um conjunto de comentários individuais de cada avaliação, que deve ser mantido em sigilo.

Este processo normalmente é separado em três etapas: autoavaliação,

avaliação do gestor e avaliação dos pares. Separamos as principais dicas para realizar o feedback 360 passo a passo.

Preparação

Para realizar o feedback 360 graus, é essencial analisar a proximidade do avaliado com o avaliador, pois neste tipo de avaliação a proximidade é essencial para que os resultados tenham um impacto real no time.

No geral, o feedback de 360 ​​graus é feito de forma anônima e qualquer colega que avalie o funcionário, tem sua identidade mantida em sigilo. Com base no feedback obtido no processo, é elaborado um relatório que leva em consideração as críticas e elogios ao funcionário avaliado.

No feedback 360, o gerente é um tipo de coach responsável por fornecer feedback aos funcionários e os orientar. É indispensável que o líder esteja preparado para dar esse retorno e utilizar os dados de forma estratégica para promover um bom feedback e ser assertivo nele.

Autoavaliação

Os funcionários avaliam a si próprios destacando os pontos fortes e fracos de suas habilidades para que estejam abertos a críticas e apontando o que acham que pode ser melhorado.

Avaliação do gestor

A performance do funcionário em cada competência é avaliada por seu gestor imediato. Essa visão é muito importante, pois indica como o funcionário é percebido pelo supervisor direto.

Avaliação dos colegas de trabalho

Outros colegas, da mesma equipe do avaliado, recebem solicitações para analisar o trabalho desse profissional. Esses pares podem decidir se avaliam a competência do candidato ou não.

Diferença entre uma avaliação 360 e o feedback 360?

Embora sejam estratégias muito semelhantes ou mesmo complementares, a avaliação 360 e o feedback 360 não são a mesma coisa.

A avaliação 360 graus se refere a um modelo de formulário/questionário no qual o avaliador pontua e classifica os funcionários avaliados de acordo com uma série de critérios pré-definidos.

Por outro lado, o chamado feedback 360 graus é mais qualitativo, ou seja, a avaliação é mais centrada no texto ou na percepção do avaliador, do que na classificação baseada em critérios específicos.

Perguntas aplicadas no feedback 360

Existem várias formas de fazer perguntas sobre o mesmo assunto. Por isso, essa avaliação precisa ter uma estrutura bem definida, com as perguntas de feedback 360 corretas, pois perguntas mal direcionadas, dificultam em criar percepções construtivas. Uma pergunta opinativa ou formulada incorretamente pode levar a complicações em algum ponto.

Aqui estão algumas perguntas de feedback 360 e exemplos que podem ser usados ​​para avaliação:

  • Você se considera alguém com ética?
  • Seu comportamento é profissional?
  • Como é seu relacionamento com seus colegas?
  • Se expressa de forma livre e apropriada?
  • Você aceita novos desafios?
  • Você está equilibrado e confiante?
  • Consegue aprender com a experiência?
  • Incentiva as ideias de outras pessoas?
  • Pode resolver situações estressantes?
  • Concentra-se na situação caótica?
  • Você sabe trabalhar sob pressão?
  • Se considera um bom ouvinte?
  • Você aceita opiniões e sugestões?

Esses são apenas alguns exemplos de perguntas que podem ser usadas para realizar o feedback 360. Você pode considerar as seguintes alternativas para dar respostas: sempre, às vezes, raramente e nunca.

Vantagens do feedback 360

As vantagens são muitas para empresas e profissionais. O feedback bem estruturado ajuda a destacar os pontos fortes e fracos dos funcionários, ao invés de ignorá-los, reforçá-los ou neutralizá-los. Separamos a seguir as 6 principais vantagens.

Pontos cegos

Mesmo os maiores talentos têm pontos cegos, ou seja, habilidades negligenciadas. Mas na maioria das vezes, os próprios profissionais não conseguem identificá-los e, para isso, são necessários os feedbacks.

Esses pontos cegos, podem causar grandes problemas a médio e longo prazo. Por exemplo, a falta de educação dos funcionários pode levar a conflitos interpessoais, o que gera um péssimo clima organizacional. Por isso, é indispensável apontar os pontos cegos  através de um bom feedback para que o colaborador possa aprimorar certas habilidades e atitudes.

Entusiasmo

Ao contrário do senso comum, o feedback não causa insatisfação ou raiva nos funcionários em relação à empresa. Pelo contrário, o feedback é a melhor prova da atenção aos colaboradores e do seu importante papel na empresa. Sendo assim, ele promove maior engajamento e entusiasmo nos colaboradores.

Melhoria contínua

É importante que todo profissional se aprimore constantemente, caso contrário, ficará para trás. À medida que o feedback revela fragilidades e gera entusiasmo, também promove o desenvolvimento profissional contínuo. Ela tem a capacidade de possibilitar a correção dos seus pontos fracos e fortalecer os seus pontos fortes.

Metas

Toda empresa possui um conjunto de objetivos que, mesmo que implícitos, devem ser alcançados por seus colegas de trabalho e gerentes. Quando os profissionais não têm entusiasmo ou capacidade para atingir esses objetivos, os resultados não são satisfatórios.

Por meio do feedback 360, os funcionários podem ser melhor orientados para atingir os objetivos inicialmente estabelecidos. Isso traz vários benefícios para a empresa, tornando-a mais competitiva, lucrativa e atrativa em seu nicho.

Assertividade

O espírito de busca por eficiência e eficácia em tudo que fizer deve estar vivo no ambiente de trabalhoe ser perseguido com constância pelos talentos. Obviamente, um bom feedback ajuda o colaborador a fazer a coisa certa da maneira certa, já que muitos talentos gastam sua energia e eficiência nas coisas erradas.

Conclusão

Ao longo deste artigo, nós explicamos o que é o feedback 360 e como ele consegue agir de maneira positiva no desempenho dos funcionários, além de entender como fazê-lo na prática. Entendemos, também, qual a diferença dele para uma avaliação 360 e quais as vantagens de implementar esse modelo na empresa.

Também vimos como o feedback 360 graus é uma maneira de identificar pontos fortes e melhorias entre todos os profissionais de uma empresa, independentemente do nível hierárquico.

Nesse caso, o processo deve ser realizado por profissionais treinados e orientado pelas áreas de recursos humanos e gestão de pessoas da empresa, pois qualquer feedback deve ser direcionado para o desenvolvimento e aprimoramento dos profissionais da organização.
Gostou do artigo e quer saber mais sobre o assunto? Acesse o blog da PontoTel para encontrar mais sobre recrutamento e seleção.

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

Posts Relacionados

Leave a Comment