Entrevista estruturada. Tudo sobre, vantagens e como fazer corretamente!

Foto de Alex Green no Pexels
A entrevista de emprego é a etapa essencial do processo seletivo para encontrar o candidato ideal à uma vaga que está sendo anunciada. Para isso, existem vários métodos de conversa com o candidato, um deles é a entrevista estruturada.Os recrutadores costumam ter várias dúvidas em relação a como prosseguir com a entrevista de um(a) candidato(a), questões como: se deve ser mais rígido, mais formal, informal; dentre outras dúvidas.

Claro que existe mais ou menos um padrão para a entrevista e para a vaga que está sendo oferecida, mas a espontaneidade pode ser colocada em pauta pela empresa.

Para isso, vamos entender como funciona a entrevista estruturada, como organizá-la e como utilizar esse método para a ajudar o recrutador e a empresa a otimizar seu tempo e filtrar os candidatos ideais de acordo com as políticas e cultura da empresa.

Neste texto vamos abordar os seguintes temas:

Boa leitura!

Entrevista estruturada: conceito

Para entendermos o que é uma entrevista estruturada, precisamos saber o que é uma entrevista. Quando determinado setor de uma empresa necessita de um funcionário, o responsável pela área entra em contato com o RH para montar um processo de recrutamento e decidir entre as capacitações e competências do novo funcionário que irá entrar.

E como dissemos acima, ao longo desse processo chega a etapa da entrevista com os candidatos.

A entrevista estruturada é um método utilizado pelos recrutadores para elaborar um roteiro de forma que não tenha a espontaneidade durante a entrevista de emprego.

Por haver um script montado, o modelo fica mais engessado, mas permite que todos os candidatos tenham as mesmas perguntas e fiquem à vontade para responder da melhor forma que acharem. Assim o entrevistador vai ter a oportunidade de conhecer todas as pessoas da melhor forma possível, dando pontos a cada um deles, que serão avaliados no momento final.

Dessa forma, o formato de avaliação é mais justo, pois existem pessoas que são mais espontâneas e outras mais fechadas, assim o profissional de RH não escolhe pelo que conversa melhor, mas pelas experiências passadas, deixando com que o currículo e suas capacitações falem por ele.

Para que serve?

Esse conceito serve para tirar a espontaneidade da entrevista e fazer com que o recrutador acabe falando algo a mais com um candidato e não com outro, já que dessa forma é capaz de favorecer de forma indireta um concorrente mais extrovertido, podendo influenciar no resultado final.

Com a entrevista estruturada feita pelos recrutadores junto com a empresa, a possibilidade de haver erros é menor, assim o avaliador tem maior controle sobre a situação e pode conduzir o momento com mais confiança.

Dessa forma, a empresa consegue otimizar seu tempo, aumentar as chances de escolher o candidato certo, reduz a possibilidade de erros e o avaliador tem menor influência no momento final da entrevista, somente dando pontos e excluindo o critério pessoal.

Qual a diferença de uma entrevista semiestruturada para a estruturada?

Existem diversos tipos de entrevista. A entrevista estruturada, que é o tema deste texto, é uma delas. Mas tem também a entrevista semiestruturada. Todas têm suas vantagens e desvantagens.

A entrevista semiestruturada consiste na ideia de ter um roteiro, assim como a entrevista estruturada, mas nesse caso, o método acaba permitindo haver espontaneidade durante a avaliação.

Dessa forma, o entrevistador não fica preso ao script e pode fazer a entrevista com o material planejado, ao mesmo tempo que agrega uma maior interação entre as partes durante o momento de avaliação.

As vantagens de fazer uma entrevista semiestruturada é que se permite uma maior interação entre avaliador e candidato, fazendo com que possa haver perguntas fora do roteiro que não influenciam na avaliação final, permitindo ao entrevistador tirar quando possível.

Há também a entrevista não estruturada, que é o método em que o entrevistado decide com mais liberdade a responder às perguntas. O avaliador interage de forma mais natural com o candidato e permite ampliar a conversa deixando fluir mais.

A desvantagem desse estilo é que a entrevista fica desigual para os candidatos, permitindo com que o entrevistador faça diferentes perguntas entre as pessoas que estão disputando a vaga.

Passo a passo: o que é necessário para elaborar uma entrevista estruturada?

Agora que já foi passado o conceito de entrevista estrutura vamos exemplificar na prática o passo a passo.

Planejamento e objetivo da entrevista

Planejar a entrevista é o primeiro passo para a empresa achar o funcionário ideal, indo, logo de início, analisar alguns detalhes dos candidatos. Um dos objetivos interessantes para avaliar o profissional durante o processo seletivo é avaliar sua argumentação e detalhes técnicos da vaga em aberto.

Analisar o cargo e a função

Passado o planejamento e o objetivo da entrevista, é necessário saber o que a empresa deseja atingir com a entrevista de emprego. Quais são as capacitações necessárias, se requer experiência na área, quais avaliações de comportamento são essenciais para a vaga que está sendo selecionada, entre outros requisitos.

Reunidos todos os dados sobre a vaga e as capacitações que a empresa espera do candidato, é o momento de discutir com os recrutadores sobre como montar uma entrevista estruturada.

Entender o processo de avaliação

Como a entrevista estruturada é mais rígida, a interpretação pessoal fica mais difícil de ser avaliada, por isso é importante entender que se pode dar notas aos candidatos para cada pergunta ou para algum teste que for feito.

Não existe uma forma correta, pode-se dar “notas de 1 a 10” ou escrever como “satisfatório”, “ruim”, “bom”. Dessa forma a avaliação será por pontos e não do avaliador, não tendo influências pessoais.

Criar tópicos e formular perguntas

Para ter sucesso na entrevista, criar tópicos e elaborar boas perguntas são essenciais para extrair o máximo do candidato. Ter perguntas abertas e fazer com que o candidato consiga se expressar do seu jeito, para poder ter avaliação conta muito para o resultado final.

Os tópicos são importantes, pois o candidato pode ficar a par da empresa e entender o que é necessário para suprir a falta que a instituição sente. Assim, antes de começar a seleção de perguntas, é ideal deixar o candidato à vontade para responder com mais naturalidade, afinal todo processo seletivo há uma grande ansiedade.

Dessa forma, existem perguntas importantes na hora de executar o processo, como: comportamentais, conhecimento técnico, gerais e situacionais. Assim, com o roteiro pronto e iniciando a entrevista, o recrutador vai ter um bom perfil técnico e comportamental de todos.

As perguntas comportamentais traçam um perfil do candidato no ambiente de trabalho. Perguntas desse estilo são: “Como trabalhar com um colega que você não gosta?”, “Como você supera o stress do trabalho?”, “Como você resolveu uma situação difícil no passado?”.

Para ter noção do profissional que está se candidatando, as perguntas de conhecimento técnico ajudam a entender como foram as experiências de trabalho além do currículo. Essas são uma das perguntas que normalmente são feitas: “Por que deseja trabalhar na nossa empresa?”, “Qual seu nível de inglês?”.

O ambiente de trabalho em harmonia é a receita para o sucesso de qualquer empresa, para isso durante a entrevista as perguntas situacionais ajudam o avaliador a entender como o candidato se posicionaria durante uma situação envolvendo o ambiente profissional.

Essas perguntas dificilmente vêm respostas genéricas, pois são questões em que precisa haver raciocínio, então alguns exemplos são: “Como você motivaria alguém ao seu redor?”, “O que faria se tivesse um desacordo com seu colega de trabalho?”.

As perguntas gerais normalmente são feitas no início da entrevista, para conhecer o candidato de forma geral, um exemplo dessa pergunta seria: “Qual era sua função na antiga empresa?”.

Treinar o time de recrutamento

Outro ponto essencial para ter o funcionário certo na empresa é ter um time de recrutamento treinado para conseguir entender o candidato e avaliar da forma correta.

Para isso, além do profissional treinar para a entrevista, visando sua postura, forma de falar, tom de voz e outras situações, ter um recrutador treinado também vai ajudar na confiança durante o processo seletivo, assim cometendo poucos erros.

Afinal, com o treinamento correto e com experiência nessa área, o entrevistador pode ter o olhar mais apurado, conseguindo achar potencial entre os candidatos mesmo que ele não apareça muito e ajuda a empresa a conseguir melhores resultados.

Como aplicar a entrevista estruturada durante o processo seletivo?

Depois de passar pelo que é necessário para montar uma entrevista estruturada, dando passo a passo de como fazer, chegamos ao ponto de aplicar. Para que o processo seletivo dê certo, saber o momento de usar a entrevista estruturada é ideal. Vamos a algumas dicas.

  1. Treine seu recrutador para que tenha completo domínio do assunto, assim, durante a entrevista, ele saberá as competências necessárias para o cargo;
  2. Deixe o candidato confortável, dessa forma ele vai falar mais sobre as suas capacidades e experiências passadas. O entrevistador vai conhecer melhor a pessoa que está avaliando;
  3. Ter cuidado com julgamentos, como o julgamento da aparência, é um cuidado essencial na hora de escolher o profissional certo para a vaga. Deixar o preconceito de lado é de extrema importância;
  4. Mantenha contato visual, passando confiança e respeito a quem está conversando neste momento.

Com todas essas dicas, o processo seletivo vai se tornar mais produtivo para a empresa.

Exemplo de entrevista

Passando toda a parte teórica, entendendo o conceito e algumas dicas para conseguir elaborar, vamos exemplificar uma entrevista estruturada.

  • A primeira etapa é se apresentar e mostrar a empresa para o candidato, deixando o profissional mais calmo, conseguindo desenvolver melhor suas respostas.
  • Passada essa etapa, no momento das perguntas o recrutador vai poder entender como é o candidato. Assim, é sempre bom deixar uma folha com todas as perguntas anotadas.
  •  As primeiras perguntas são sempre as gerais, dessa forma o avaliador consegue sentir como está o candidato na entrevista.
  • Conforme prossegue a entrevista, o recrutador pode seguir com as perguntas profissionais, querendo saber quais as experiências do candidato e seu nível acadêmico.
  •  As perguntas finais são as comportamentais e situacionais, dessa forma o candidato não vai ter resposta genérica e é o momento do recrutador ter melhor noção do quão capacitado é o profissional que está sendo avaliado.
  • Passando todas as perguntas, deixe um espaço para poder avaliar todas as respostas e uma local para deixar uma avaliação final.

Principais vantagens deste método

Como explicado no início, a entrevista estruturada é bem rígida e permite poucas avaliações pessoais. Dessa forma, ela tem um único direcionamento e permite várias vantagens. Vamos a algumas delas:

Menor índice de erros: Com perguntas padronizadas para todos, o recrutador terá menos erros na hora de conduzir a entrevista, podendo utilizar o script já produzido anteriormente.

Maior acerto nas contratações: Como a entrevista já estava planejada antes da entrevista dos candidatos, o recrutador já possui as perguntas certas para fazer a todos, colocando todas as competências necessárias para avaliar o nível dos profissionais.

Otimização de tempo: Ao usar este método, a entrevista fica mais curta e com o melhor resultado. O recrutador tem as mesmas perguntas para todos, entende do tema e com isso o processo seletivo vai alcançar melhores resultados, pois sabe-se as capacitações necessárias para o cargo.

Assertividade no recrutamento e seleção de candidatos

Com as informações claras de qual estilo de candidato a empresa deseja, a entrevista estruturada tem sucesso devido a escolha exata de candidatos que suprem a vaga.

Com isso, a empresa faz o processo seletivo de acordo com os profissionais que a instituição deseja, tendo assim não somente o futuro funcionário correto, mas toda a seleção com ótimos potenciais.

Melhora na qualidade de informações

As informações ficam muito mais claras com a entrevista estruturada. Com perguntas padronizadas, o recrutador consegue avaliar de forma mais justa quem consegue responder com mais clareza a todos os testes feitos.

Assim, o candidato não fica restrito a respostas genéricas e pode se expressar de forma muito mais natural, deixando de ser avaliado somente pelo currículo.

Conclusão

Então passado tudo sobre a entrevista estruturada, podemos concluir que esse método é assertivo para achar o profissional ideal para a vaga desejada.

A entrevista estruturada traz uma série de vantagens, como a otimização de tempo e a seleção ideal de candidatos para a vaga, assim aumenta muito as chances do candidato ser o melhor possível para o cargo.

Esse método é ótimo para todos os tamanhos de empresa, não importando se é pequena, média ou grande ele pode ajudar a contratar os melhores funcionários.

Se você gostou de entender como funciona uma entrevista estruturada e como ela pode ser vantajosa para no recrutamento e seleção da empresa, continue acompanhando o blog da PontoTel. E compartilhe este artigo para que mais pessoas possam conhecer sobre a entrevista estruturada.

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

Posts Relacionados

Leave a Comment