Nova obrigação acessória chega ao Sped: o LCDPR


Neste ano de 2019, mais uma obrigação acessória será integrada ao Sistema Público de Escrituração Digital – Sped: o Livro Caixa Digital do Produtor Rural, ou o LCDPR, como está sendo chamado. Com isso, será preciso utilizar o Certificado Digital para fazer a entrega da LCDPR, como forma de garantir a segurança do envio, assim como acontece com as demais obrigações acessórias que compõem o Sistema.

Quem precisa entregar o LCDPR

Esta obrigação é válida para as pessoas físicas produtoras rurais, que se enquadram nas seguintes atividades previstas na Lei 8.023/1990:

• Agricultura;
• Pecuária;
• Extração e a exploração vegetal e animal;
• Exploração da apicultura, avicultura, cunicultura, suinocultura, sericicultura, piscicultura e outras culturas animais; e.
• Transformação de produtos agrícolas ou pecuários, sem que sejam alteradas a composição e as características do produto in natura.

Entretanto, só estão obrigados os produtores rurais que tiverem receita bruta total acima de R$ 3,6 milhões. Quem tiver receita bruta abaixo deste valor poderá fazer a entrega de forma facultativa, caso deseje.

Dois LCDPR

Se o produtor rural pessoa física explorar atividade rural no exterior, ele terá ainda mais trabalho. Isso porque nestes casos é obrigatório enviar dois LCDPR. Um deles para cobrir a atividade rural desempenhada no Brasil; e o outro, a atividade rural no exterior. Então, o imposto devido será calculado sobre a soma dos resultados positivos das duas atividades.

Outra desvantagem é que a compensação de prejuízo fiscal não poderá ser feita em nenhuma das atividades, quer no Brasil ou no exterior.

Informações do LCDPR

O Livro Caixa Digital do Produtor Rural a ser enviado à Receita Federal deverá conter as seguintes informações:

• Identificação do imóvel rural,
• Número da conta bancária utilizada no lançamento;
• Número do documento e tipo de documento;
• Identificação do CPF do participante da relação contratual; e.
• Tipo de lançamento.

Prazo de entrega do LCDPR

O envio da obrigação acessória deve ser feito entre 1º de janeiro e 30 de abril. de 2020. Contudo, o ideal é que a entrega seja feita logo nos primeiros dias do prazo, afinal as informações serão referentes ao exercício anterior. Ou seja, a entrega de 2020 será baseada nas informações de 2019.

Penalidades por atraso e envio incorreto do LCDPR

Assim como toda obrigação acessória, a não entrega do LCDPR ou o envio com informações incorretas gerará penalidades ao produtor rural. A multa é de 1,5%, não menor que R$ 50, do valor das transações comerciais ou das operações financeiras do responsável tributário.

Isso vale também para as transações de terceiros, dos quais o produtor rural seja o responsável tributário. Ou seja, o valor da multa pode ser bem alto.

Obtendo um Certificado Digital

Se você atende a um cliente que deverá fazer esta entrega e não tem Certificado Digital é possível revender este equipamento a ele e ainda ganhar uma comissão por isso. Basta participar do Clube do Contador da Certisign.Além dos benefícios do Certificado Digital, você pode participar do Clube de Vantagens, que oferece descontos exclusivos nas principais lojas virtuais do País. Saiba mais.

Você pode gostar de : NF-e passa a exigir Certificado Digital para autenticação e consulta

Fonte: Certisign


Deixe uma resposta