Quanto ganha um agente de recrutamento e seleção?


Que o setor estratégico de Recursos Humanos vem ganhando destaque nos últimos anos, todo mundo já sabe. Com o advento da transformação digital, o setor acabou tendo uma atuação ainda mais integrada com o resto da empresa.

No caso do Analista de Recursos Humanos,  a função acaba sendo relacionada com a  conexão com o resto dos funcionários. Já no caso do Agente de Recrutamento e Seleção,  a função oferece  outros panoramas de atuação para o profissional.

Existem diversas ferramentas disponíveis para recrutar novos talentos para a organização, principalmente o LinkedIn. Dessa maneira, as empresas de tecnologia utilizam de recrutadores para tentar aumentar a capacidade produtiva e seus resultados.

Assim, encontram funcionários com as qualidades procuradas e que possam potencializar a produtividade geral, incluindo os resultados financeiros.

Mas vale a pena entrar para a carreira do Agente de Recrutamento e Seleção? Qual a remuneração do profissional? Que curso eu preciso fazer para entrar na área? Ao longo deste artigo, vamos trazer essas informações para vocês. Confira!

Que faculdade eu preciso fazer para se transformar em um Agente de Recrutamento e Seleção?

Se  analisarmos friamente, ter um diploma de ensino superior não é necessário para atuar como Agente de Recrutamento e Seleção. Entretanto, tendo um diploma, a sua contratação é mais fácil de ocorrer, já que as empresas enxergam de outra forma, e a empregabilidade aumenta.

Para esse cargo, não existe um curso específico, mas os que concluem o ensino superior  para a função de Analista de Recursos Humanos são bem importantes e podem ajudar muito. O tecnólogo em RH pode ajudar a entender a estrutura corporativa, assim como o de Administração.

Se o objetivo for tentar entender o perfil comportamental dos futuros contratados da empresa que for trabalhar, então o foco pode ser Psicologia. O curso de ensino superior fará com que se compreenda muito mais as soft skills de um funcionário, para tentar encaixar melhor com a cultura empresarial da organização em que estiver inserido.

Como está o mercado para o Agente de Recrutamento e Seleção?

Em 2019, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, compilados pelo Quero Bolsa – plataforma de bolsas de estudo e vagas no ensino superior – a profissão vem tendo uma boa performance no mercado de trabalho.

Segundo as informações apuradas, foram contratados 965 profissionais para a função com diploma de ensino superior e demitidos outros 815, gerando um saldo de 150.

Isso indica que essas 150 admissões vieram não para suprir a saída de alguém. mas sim para uma nova vaga oferecida, criando, assim, um novo posto de trabalho.

Entre os admitidos, o salário foi de R$ 3.662,92. Isso representa um aumento de 4,43% em relação ao ano anterior, 2018, em que a remuneração média foi de R$ 3.507,55.

Com isso, podemos dizer que a ocupação teve um aumento real de renda, já que ele foi maior que a inflação registrada no período, 4,43%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.

Qual é o volume de contratações e a remuneração média do agente de recrutamento em cada estado?

Tivemos 11 estados do Brasil com pelo menos 5 contratações realizadas para a ocupação de Agente de Recrutamento e Seleção no ano de 2019.

Nesses territórios, verifica-se que o estado com maior salário é o do Rio de Janeiro, em que as admissões tiveram remuneração média de R$ 4.555,00. No caminho oposto, temos a Bahia, em que o salário médio das contratações foi de R$ 1.419,50.

Abaixo, confira quais foram as remunerações médias dos 11 estados atenderam as condições:

Estado Média de salário das contratações Número de contratações
Rio de Janeiro R$ 4.555,00 34
São Paulo R$ 4.086,16 645
Pernambuco R$ 3.455,78 10
Minas Gerais R$ 3.029,51 40
Goiás R$ 2.797,86 59
Paraná R$ 2.645,71 65
Rio Grande do Sul R$ 2.488,13 32
Ceará R$ 2.203,20 10
Santa Catarina R$ 2.056,45 33
Mato Grosso R$ 1.626,00 13
Bahia R$ 1.419,50 8

Será que eu tenho o perfil para ser um Agente de Recrutamento e Seleção?

Para ter sucesso nessa área, o profissional precisa ser bem organizado, ter boa comunicação interpessoal, excelente qualidade de pesquisa para encontrar os profissionais e entender muito bem os processos da empresa.

O principal, entretanto, é a pró-atividade para buscar os profissionais, abordar diversas pessoas por dia no LinkedIn e conseguir identificar a qualidade comportamental do profissional através da conversa.

E você? O que achou da profissão de Agente de Recrutamento e Seleção? Decidiu investir nela? Desejamos sucesso na sua carreira. 

Este conteúdo foi produzido em parceria com o time da Revista Quero

Fonte: PontoTel


Posts Relacionados