Saiba como o desenvolvimento organizacional pode ajudar sua empresa


Todo empreendedor quer que seu negócio se destaque no mercado, mas qual é o melhor caminho para alcançar isso?

Vou ser simples e direto: não existe uma fórmula para isso. Nem sempre uma tática adotada por uma organização pode servir para outra, mas existem diversas ações e estratégias que devem ser analisadas e que podem contribuir para o crescimento da sua empresa.

Dentre elas, está a teoria do desenvolvimento organizacional. Ela foi proposta pela primeira vez há décadas, mas vem ganhando força nos últimos anos graças ao aumento da competitividade no mercado de trabalho.

Mas o que essa teoria tem de especial que tem sido tão adotada? Bom, ela parte do princípio de que o funcionamento de toda empresa pode ser impactado por fatores externos e internos, e saber identificá-los e usá-los à seu favor pode fazer a diferença e ajudar sua empresa a conquistar a tão desejada vantagem competitiva.

O desenvolvimento organizacional pode ser um pouco difícil de entender, mas não se preocupe, pois vou explicar exatamente suas propostas e como sua empresa pode colocá-lo em prática. E tenho certeza de que, com ele, seu negócio terá grandes chances de se destacar no mercado.

Antes de começarmos, separei abaixo os tópicos que irei abordar. Confira:

Temos muita coisa para ver. Para começar, vamos entender como essa teoria surgiu.

Quem criou a teoria do desenvolvimento organizacional?

A teoria do desenvolvimento organizacional surgiu em 1962, e ao longo dos anos, foi discutida e abordada por diversos autores. Ela foi criada com o objetivo de facilitar o desenvolvimento e o crescimento das organizações.

Podemos dizer que essa teoria é uma resposta às mudanças que as organizações tiveram que passar com o tempo, isso porque, como disse na introdução, seus estudiosos partiram do pressuposto de que toda empresa é influenciada diretamente por dois tipos de fatores.

O primeiro deles é o fator externo, no qual podemos citar questões como os avanços tecnológicos, globalização, economia, a concorrência do mercado de trabalho e o surgimento de novos valores sociais e culturais, que também afetam a forma de agir da empresa.

Já o segundo é o fator interno, que nada mais é do que a própria empresa. Nele, devemos levar em conta questões como a estrutura da organização, a capacitação dos profissionais, os recursos que ela dispõe para garantir seu funcionamento, seus valores e clima organizacional.

São muitos itens que impactam e fazem a diferença no seu negócio, e segundo essa teoria, entender cada um deles é fundamental para alcançar o objetivo proposto.

O que é desenvolvimento organizacional e qual é seu objetivo?

O desenvolvimento organizacional é uma estratégia que visa, a partir da análise desses fatores internos e externos, aperfeiçoar crenças, valores e as estruturas organizacionais, para que a empresa consiga acompanhar as mudanças e tendências do mercado para garantir seu funcionamento.

Além de partir do pressuposto de que toda empresa está sujeita a sofrer mudanças geradas por fatores internos e externos, ela também defende que não basta ter somente um bom grupo de funcionários sem que a organização esteja dentro das tendências do mercado de trabalho, ou vice versa.

Para que seu negócio funcione, ele precisa desse conjunto de fatores, e é aqui que entra a teoria do desenvolvimento organizacional.

Sua proposta é justamente fazer com que empresas que sejam extremamente burocráticas e que possuem processos mecânicos se transformem e desenvolvam sistemas orgânicos, com foco em seus colaboradores para proporcionar uma gestão mais eficaz e colaborativa.

Segundo Chiavenato, essa teoria foi criada a partir da necessidade das empresas de realizarem transformações que as atingissem como um todo. Isso também aconteceu porque muitas organizações enfrentavam, e enfrentam até hoje, um grande problema relacionado aos seus funcionários.

Muitas vezes, as empresas contratam colaboradores que não estão alinhados à cultura organizacional, o que traz prejuízos como a falta de motivação, conflitos internos, alta rotatividade e demissões, o que consequentemente prejudica a entrega de resultados.

Para o autor, a empresa deve ser vista como um sistema que tem suas próprias características, que são baseadas em sua cultura organizacional. Além disso, ele defende que todo negócio depende de três fatores que envolvem os funcionários para que consiga funcionar: senso de identidade; integração e capacidade de adaptação.

E é somente quando tudo isso é analisado e colocado em prática que a transformação pode ocorrer. Dessa forma, podemos resumir que para que esse processo seja eficaz, o desenvolvimento organizacional se baseia em dois ideais importantes: o clima organizacional, e a cultura organizacional.

Nós temos um texto que pode te ajudar com dicas importantes de como sua empresa pode promover uma cultura organizacional para inovação. Clique no link a seguir e veja: Cultura Organizacional para Inovação: Como Promover na sua Empresa.

Quando aplicada, essa teoria traz diversos benefícios para a sua empresa. Mas antes de saber quais são, temos que entender o que leva as organizações a buscar esse conceito.

Quais são os objetivos organizacionais de uma empresa?

Para quem vê essa teoria pela primeira vez, colocá-la em prática parece ser uma tarefa difícil. Então, uma dúvida muito comum que surge é o motivo que levaria as empresas a entenderem mais sobre o desenvolvimento organizacional, e a resposta é simples.

Existem dois motivos principais que levam as organizações a buscarem essa prática: ou elas estão passando por alguma dificuldade que afeta a empresa em geral, ou estão querendo se desenvolver e se destacar no mercado de trabalho.

Independente do motivo, o desenvolvimento organizacional é uma ótima forma de trazer um autoconhecimento para o negócio, e a partir dessas análises buscar soluções para os objetivos desejados.

Isso porque toda empresa possui os chamados objetivos organizacionais, que para Chiavenato, são as metas que as organizações desejam conquistar, e que orientam o seu comportamento em relação ao futuro e ao ambiente interno e externo.

Quando a empresa conseguir definir esses objetivos, o autor afirma que isso contribui e muito para a motivação dos colaboradores, uma vez que eles saberão exatamente a importância de seu trabalho para a organização e, consequentemente, se sentirão reconhecidos pelo desempenho de suas atividades.

O alinhamento dos objetivos individuais e dos objetivos organizacionais, dessa forma, contribui para um melhor desempenho das tarefas para atender aos interesses organizacionais.

Esses objetivos podem ser os mais variados possíveis, como aumentar o número de vendas ou conquistar maior número de clientes, e tudo isso pode ser alcançado com o desenvolvimento organizacional.

Então, que tal ver como sua empresa irá se beneficiar com essa prática?

Como o desenvolvimento organizacional pode ajudar sua empresa?

Se você ainda não ficou convencido de adotar o desenvolvimento organizacional, eu separei a seguir alguns dos benefícios que sua empresa terá com ele.

O primeiro deles é um aumento da satisfação de seus colaboradores. Todos sabemos que um funcionário que não se sente motivado em seu ambiente de trabalho dificilmente será produtivo, e pode trazer diversas consequências para a empresa.

Mas quando a empresa busca entender as características de suas equipes, suas ambições, personalidades e habilidades, isso ajuda a desenvolver estratégias para mantê-los satisfeitos, motivados, e a criar um bom clima no ambiente de trabalho, para que todos se sintam importantes e produtivos.

Para que isso seja alcançado, ter uma boa comunicação é essencial, e essa é outra vantagem do D.O. É importante que sua empresa se preocupe que todos os colaboradores estejam alinhados à cultura organizacional e aos objetivos desejados, para evitar problemas como os que mencionei acima.

Buscar uma boa comunicação entre todos facilita o entendimento das metas a serem alcançadas, e pode ser feito a partir de feedbacks constantes e por momentos de interação entre as equipes, para que todos estejam alinhados e entendam as mudanças que a empresa irá passar nesse processo.

Mas além de focar no bem estar do funcionário, as ações do desenvolvimento organizacional também são voltadas para aperfeiçoar as habilidades dos colaboradores. Isso é fundamental para que a empresa consiga gerar mudanças, e pode ser conquistado por meio de programas de treinamento como o team building.

Por fim, outro benefício que é uma consequência das medidas anteriores é uma melhora no clima organizacional, que como eu disse no começo do texto, é um fator que deve ser analisado no processo do desenvolvimento organizacional.

Afinal, ele é um fator interno que afeta diretamente o funcionamento da sua empresa, e se ele apresentar conflitos, posso garantir que seu negócio terá grandes dificuldades de engajar suas equipes e de fazer com que sua empresa cresça.

Viu só como sua empresa pode se beneficiar com ele? Antes de contar como colocá-lo em prática, preciso tirar algumas dúvidas importantes sobre esse tema.

O que é desenvolvimento humano e organizacional?

A grande proposta do D.O é fazer com que as empresas analisem os fatores internos e externos que podem impactar seu funcionamento e usá-los ao seu favor. Apesar da organização não ter controle sobre os externos, os internos podem ser analisados e aperfeiçoados, e é sobre isso que vou discutir aqui.

O conceito de desenvolvimento humano e organizacional defende que o foco das empresas não deve ser somente nos fatores econômicos que influenciam seu funcionamento, mas também fazer com que elas deem maior atenção aos seus colaboradores, em suas habilidades, e em como mantê-los felizes e motivados.

Afinal, não basta somente se preocupar com as questões econômicas e deixar de lado a preocupação com as pessoas que são responsáveis por garantir o funcionamento da sua empresa e sua produtividade.

Essa teoria defende que, para desenvolver esse foco no colaborador, é necessário considerar características sociais, culturais e políticas que influenciam a qualidade da vida das pessoas.

Ou seja, para alcançar o desenvolvimento humano e organizacional, é necessário identificar essa série de fatores: a situação atual da sua empresa, o perfil e habilidades de seus colaboradores, e a partir disso, quais as melhores formas de alinhá-los à cultura organizacional e aos objetivos da sua empresa.

É um ciclo, que visa o envolvimento dos colaboradores com a empresa para a criação dos valores que sustentam o alcance dos objetivos da organização. Na imagem a seguir, é possível entender melhor todos esses itens que mencionei.

Imagino que tenha surgido uma dúvida em sua cabeça: mas como posso entender melhor meus funcionários e envolvê-los com minha empresa?

Por meio de vários itens que mencionei acima: tendo uma boa comunicação com suas equipes; realizando feedbacks constantes; por programas de treinamento e desenvolvimento; e pelo uso de incentivos como planos de carreira, boa remuneração e benefícios como planos com academias e plano de saúde.

Sei que parece uma tarefa muito difícil, mas não se preocupe, vou te ajudar a aplicar o D.O na sua empresa daqui a pouco. Antes, você precisa entender outro conceito muito importante para que essa teoria seja eficaz para o seu negócio.

O que é gestão e desenvolvimento de pessoas?

O conceito de gestão de pessoas está relacionado com o do tópico anterior, e seu objetivo é buscar estratégias e planos que visem o desenvolvimento, capacitação e humanização dos colaboradores.

Normalmente, o departamento de recursos humanos é o grande responsável por essa tarefa, que deve buscar as melhores técnicas e métodos para administrar e potencializar a eficiência do capital humano dentro das empresas.

Esse tipo de gestão é extremamente importante, uma vez que irá ajudar a empresa em questões atrair os melhores talentos; saber como retê-los; fortalecer a imagem da empresa e aumentar sua produtividade.

Para Chiavenato, esse processo pode ser definido como  “um conjunto de experiências não necessariamente relacionadas com o cargo atual, mas que proporcionam oportunidades para desenvolvimento e crescimento profissional, e ele está mais focalizado no crescimento pessoal do empregado e visa à carreira futura — e não apenas ao cargo atual”.

E assim como o desenvolvimento humano, podemos dizer que os principais pilares da gestão de pessoas são: motivação; comunicação; trabalho em equipe; aprendizado; participação; envolvimento; e capacitação.

Investir nos colaboradores é extremamente importante, mas lembre-se: a teoria do desenvolvimento organizacional defende que isso deve ser analisado junto com os fatores externos.

A seguir, vou te dar dicas de como sua empresa pode realizar esse processo.

Como implementar o desenvolvimento organizacional?

Se você chegou até aqui, então viu como o desenvolvimento organizacional propõe a análise de diversos itens para que seja eficaz. Como esse processo pode ser uma dificuldades para muitos, vou te dar algumas dicas de como aplicá-lo.

Já de cara, vou te falar que todo esse processo pode ser dividido em duas etapas: a de pesquisa, e a de implementação. Vou entrar em detalhes sobre cada uma delas.

  1. Pesquisa

A primeira é a fase de coleta de dados, de análise dos fatores internos e externos que podem influenciar o seu negócio. Como essa etapa envolve a pesquisa de questões econômicas e dos colaboradores, que são mais pessoais, sua empresa pode adotar diversos métodos para recolher essas informações.

Questionários, levantamento de dados, e entrevistas com os colaboradores são alguns exemplos que farão com que você tenha todas as informações que deseja. Sua empresa também pode contar com a ajuda de ferramentas que facilitam tanto a forma como você irá adquirir esses dados, quanto organizá-los da melhor forma.

Como exemplo, podemos citar o People Analytics, que é uma metodologia que visa a coleta, organização e análise dos dados dos colaboradores para que sejam aplicados à gestão de pessoas.

Seu objetivo é, além de proporcionar uma maior visão estratégica, ajudar a empresa na tomada de decisões sobre seus colaboradores. Se você quer ter sucesso nessa coleta de dados, sua empresa precisa ter um sistema moderno de gestão de ponto, sabe porquê?

É simples: é a partir de uma boa gestão de ponto que os gestores conseguem ter acesso à informações como a jornada de trabalho de cada funcionário, e a quantidade de faltas, atrasos e horas extras por exemplo, que também são indicadores que ajudam a empresa a medir itens como a produtividade dos funcionários.

Imagino que você deva estar se perguntando: mas qual o melhor sistema que pode fazer isso? Com o PontoTel, posso te garantir que essa tarefa será eficaz, e você terá essas e muitas outras informações sobre seus colaboradores!

Ele é o sistema mais completo do mercado, que uniu o registro, tratamento e gestão de ponto em um único lugar. Além disso, ele possui diversas ferramentas que facilitam a coleta e visualização dessas informações em tempo real pelos gestores.

Como exemplo, estão os dashboards customizáveis, painéis que disponibilizam métricas e indicadores sobre a empresa que podem ser usadas no planejamento da empresa. Além disso, o sistema possui mais de 20 tipos de relatórios personalizados, que mostram em tempo real todas as informações de toda a empresa ou de equipes específicas.

Não perca a chance de conhecer todas as ferramentas do sistema que irão ajudar a sua empresa nessa primeira etapa do D.O! Clique aqui e agende uma demonstração.

Quando você tiver todos esses dados em mão, é hora de passar para a segunda etapa.

  1. Implementação

A implementação das mudanças necessárias não pode ser feito às pressas e logo de imediato. Antes disso, sua empresa precisa saber exatamente os objetivos que deseja alcançar, e todos os imprevistos que podem surgir.

Além disso, é importante informar aos seus colaboradores as mudanças que a empresa passará, e os motivos disso, para que todos estejam cientes do que irá acontecer e o que será necessário para isso.

A partir disso, analise e escolha as melhores estratégias e planos para alcançar suas metas. Nessa etapa, lembre-se de reforçar a importância do trabalho em equipe e do auxílio de cada colaborador para esse processo. Com certeza, isso fará com que eles se sintam mais motivados e esforçados para alcançar o objetivo desejado.

Conclusão

Várias empresas já conquistaram ótimos resultados com a implementação do desenvolvimento organizacional. Se ele for feito com cuidado, posso te garantir que você também poderá ter sucesso.

Por isso, lembre-se de todas as dicas que dei neste texto do que deve ser analisado e como colocar essa teoria em prática com o auxílio da tecnologia.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita em nosso blog, que temos uma série de textos sobre administração de empresas e RH.

Fonte: PontoTel


Posts Relacionados

Leave a Comment