Ser multitarefa gera emoções negativas no trabalho

Ser multitarefa gera emoções negativas no trabalho 18 de maio de 2020 Ser multitarefa pode ser prejudicial aos profissionais à medida que interrupções constantes geram tristeza, medo e contribuem para a criação de um ambiente de trabalho tenso, segundo um estudo recente da Universidade de Houston. Publicado em abril, ele buscou entender o que influencia as emoções dos profissionais durante as tarefas de trabalho. Os pesquisadores, que também incluem profissionais da Universidade da Califórnia e da Texas A&M University, utilizaram um algoritmo para analisar a manifestação de emoções no rosto de profissionais…

continuar lendo ...

O que os brasileiros querem aprender na quarentena

Por aqui, a maior procura foi por cursos que ensinam a fazer marketing pelo Instagram (103%), edição de vídeos (102%) e desenho (84%). Enquanto isso, os alemães preferiram ensinamentos sobre marketing digital (186%), os franceses sobre o mercado financeiro (223%), os americanos sobre ilustração (326%), os mexicanos sobre análise financeira (235%) e os indianos buscaram habilidades de comunicação (606%). Há temas mais leves, como a busca por habilidades musicais. Espanhóis optaram por cursos de piano, enquanto os italianos procuraram os de guitarra. Em todos os países, o interesse predominantes foi…

continuar lendo ...

Distrações são o maior desafio no home office, mostra estudo

Um em cada cinco profissionais brasileiros indicam as distrações causadas pela presença familiar como o maior desafio do home office. A conclusão aparece em uma pesquisa realizada pela Robert Half com 240 profissionais entre 18 e 19 de março. Naqueles dias, diversas empresas pelo país já haviam colocado seus funcionários de forma remota, como solicitado por autoridades para evitar o avanço do coronavírus no Brasil. Mais de 80% dos entrevistados disseram que estavam trabalhando de casa por conta da crise e 41%, do total da amostra, apontaram que suas organizações…

continuar lendo ...

Metade da liderança já é feminina

Chefe da área jurídica para o Brasil, Vanessa Vilar ingressou há 17 anos na Unilever e sua trajetória, que começou como estagiária, acompanha a evolução da empresa na inclusão de mulheres na liderança na última década. Na semana passada, a Unilever anunciou que conquistou a equidade de gênero nos cargos de liderança. O que também significa que entre 14 mil gestores, do total de 155 mil funcionários no mundo, metade é mulher. Em 2010, elas formavam 38% da força de trabalho no nível gerencial para cima (40% no Brasil), mas…

continuar lendo ...

Pesquisa global revela as cinco tarefas administrativas “mais odiadas”

Um estudo global encomendado pela Automation Anywhere, com mais de 10 mil trabalhadores administrativos em 11 países (Alemanha, Austrália, Brasil, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Japão, México, Reino Unido e Singapura), revela que eles passam em média mais de três horas por dia realizando tarefas manuais e repetitivas no computador que não fazem parte de suas atribuições principais e estão sujeitas a erro humano. A pesquisa, realizada pela OnePoll, investigou o tempo gasto com tarefas administrativas digitais manuais e repetitivas, bem como as opiniões sobre elas na empresa…

continuar lendo ...

O protagonismo do RH

A retomada da economia está caminhando mais lentamente do que se esperava. Enquanto isso, as empresas enfrentam o antigo desafio de fazer mais com menos. E o setor de RH tem sido um dos mais exigidos ao longo desses anos de crise econômica. Um dos desafios é assegurar o engajamento dos funcionários em uma época em que o ambiente de trabalho pode ser mais estressante, devido ao clima tenso do momento econômico do país. Sem uma gestão de pessoas eficiente, pode ser inevitável a redução da produtividade, o que, consequentemente,…

continuar lendo ...

O cuidado na hora do feedback

Saber lidar com a crítica é sinal de maturidade, algo que nem sempre é fácil de encontrar no mercado profissional. E para as organizações, ter colaboradores que aceitem receber críticas negativas, é sinal que de que estes estão comprometidos com os objetivos traçados e querem melhorar para poder ter um rendimento melhor. Por outro lado, empresas que não possuem comunicação entre gestores e colaboradores certamente não evoluem o tanto que poderiam. A troca de informações e críticas tanto positiva quanto negativa contribuem para o desempenho de ambos, mas isso dependerá…

continuar lendo ...

O impacto do estresse nas organizações

Gilberto Ururahy* O estresse crônico bateu à porta do ambiente profissional em companhias do mundo todo. Considerado o mal do início deste século, ele é hoje, a causa de uma grande variedade de doenças, como o acidente vascular cerebral e o infarto do miocárdio. Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e com carga horária crescente em todos os níveis hierárquicos – tida como excessiva por 60% dos executivos, segundo pesquisas −, atualmente, as empresas são consideradas verdadeiras fábricas de estresse. Nem mesmo a prática de atividade física…

continuar lendo ...

Atenção à saúde nas empresas

A gestão da saúde se tornou um fator estratégico para as organizações, seja pela necessidade de reduzir os custos com os planos de saúde ou para melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, que se reflete diretamente em índices de produtividade, absenteísmo e presenteísmo. Assim, saber gerir informações sobre a saúde dos colaboradores se torna um importante aliado para os RHs das empresas. Trabalhar em parceria com a operadora de saúde na gestão desses dados e elaborar, a partir daí, programas de prevenção, por exemplo, amplia as chances de melhores…

continuar lendo ...

As vantagens e riscos do uso de IA na gestão de pessoas

É cada vez maior a velocidade com que novas tecnologias surgem provocando grandes transformações na sociedade. Atualmente, o mundo vem olhando com muita atenção para os horizontes que surgem com a Inteligência Artificial. Sua incorporação em diversas áreas da sociedade é visto como algo irreversível e que provocará uma revolução. A área de recursos humanos não está isenta dessas mudanças. Já é uma realidade, por exemplo, o uso de tal tecnologia em processos de gestão de pessoas. A Inteligência Artificial pode participar de toda a jornada do colaborador na empresa,…

continuar lendo ...