Reconhecimento: Um sim para você primeiro

Eu acredito que todos buscam ou querem algum tipo de reconhecimento. Pode ser numa intensidade maior ou menor, de alguém específico ou de várias pessoas diferentes, mas, de alguma maneira, cada um ao seu modo quer ser reconhecido. Uma pesquisa feita pela International Stress Management Association em Porto Alegre e São Paulo apontou que 89% das pessoas sofre de stress por falta de reconhecimento no trabalho. E isso é ruim? Depende. Da intensidade e do quanto você deposita sua satisfação, evolução ou felicidade na mão de qualquer outra pessoa que…

continuar lendo ...

Como realizar reuniões produtivas e focadas

Uma das minhas regras pessoais de produtividade é nunca participar de reuniões que não tenham uma agenda. Sou totalmente a favor de encontros rápidos, e isso pode ser realizado de duas maneiras: reduzindo o tempo das reuniões e conduzi-las para um determinado foco — o que também economiza tempo. Seguem abaixo 10 maneiras poderosas de atingir esses dois objetivos. Reduzindo o tempo gasto nas reuniões 1. Estabeleça o tempo-limite de 5 minutos para as reuniões Recentemente, o Wall Street Journal publicou uma reportagem sobre gestores que realizam reuniões de cinco…

continuar lendo ...

Políticas de Recursos Humanos

Com as constantes mudanças que o mercado de trabalho vem experienciando, as organizações tem se reinventado buscando se adaptar a esta dinâmica, aumentando a sua capacidade de aprendizado para se moldar as necessidades e poder continuar competitiva no mercado. Com isso, quanto mais ampla e coerente forem às informações deste processo de transformação, mais vantagens às empresas terão sobre seus concorrentes. E para isso, a área de Recursos Humanos é primordial por possuir as ferramentas necessárias para recrutar, selecionar e manter profissionais capacitados para contribuir de forma estratégica na tomada…

continuar lendo ...

Novas gerações, novas demandas, novos desafios

Já há algum tempo, não é mais possível falar sobre branding ou marcas sem colocar um foco especial nas novas gerações, sejam elas Y ou a Z, tão amada e difamada em iguais proporções pela ruptura que ela causou em praticamente todos os sistemas sociais. Foram suas preferências e gostos que redefiniram amplamente a maneira como as empresas devem se relacionar com seus consumidores e este desafio se provou complexo, pois não existe uma única chave que abra a fechadura, mas mil fórmulas diferentes que devem ser exploradas para consagrar…

continuar lendo ...

Inovação disruptiva — começar tudo do novo

Vendo o invisível Henry Ford foi ridicularizado ao afirmar que “venderia um de seus carros para cada americano”. Unanimemente, os empresários da época, de todos os segmentos da indústria, principalmente da automobilística, disseram que isso só seria possível se, e somente se, os carros fossem vendidos a um preço muito baixo e não era possível vender carros baratos naquela época. Na contramão das tendências mercadológicas, Ford conseguiu aquilo que ninguém acreditava que seria possível. Em pleno ano de 1925, criou um completamente novo cenário onde seria possível fabricar carros baratos…

continuar lendo ...

a felicidade no ambiente de trabalho

Chicago (1927), ao realizar estudos em uma fábrica no bairro de Hawthorne sobre a influência da iluminação na produtividade dos empregados da fábrica de Western Electric Company, Elton Mayo e seus colaboradores, concluíram que a necessidade de reconhecimento, de aprovação social e participação em atividades de grupos sociais, eram os fatores determinantes no nível de produção dos trabalhadores. São Paulo (2011), pesquisa realizada com pessoas em cargos de média e alta gerência, pela empresa de Recrutamento Hays Recruiting, apontou que os fatores que determinariam a felicidade no trabalho são: a…

continuar lendo ...

Os riscos ocultos da Terceirização

No primeiro pregão de 2013 da Bolsa de Valores de São Paulo, as ações da empresa de engenharia MRV cairam 2,75%; em maio de 2017, a rede varejista espanhola Zara, firmou Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público do Trabalho, com previsão de multa equivalente a cinco milhões de reais, decorrente de um caso de trabalho escravo constato em sua cadeia de produção de roupas. Estes são apenas dois dos inúmeras casos de trabalho escravo que repercutiram no país nos últimos anos, os impactos às marcas são evidentes,…

continuar lendo ...

Lições do Coringa para turbinar a sua carreira

Atualmente parece que todo mundo quer dar conselhos para a sua carreira, alguns acertam outros erram e assim caminha a humanidade, mas saiba que apenas uma única pessoa tem o poder sobre a sua carreira é você mesmo então todo o tipo de conselho, leitura, vídeo, filme, horoscopo e etc. tem o seu valor apenas se te ajudar a crescer. Por isso decidi usar o personagem mais louco do universo dos heróis para nos aconselhar. 1. “Por que tão sério? Vamos colocar um sorriso nesse rosto”. As pessoas já estão…

continuar lendo ...

5 sinais para descobrir se você é viciado em trabalho

Todos nós passamos por momentos profissionais intensos. Tarefas intermináveis, prazos inalcançáveis, cobranças implacáveis. Não tem idade, nem cargo para isso acontecer. Basta estarmos trabalhando. Devemos honrar nossos compromissos e deveres com o trabalho. Fazendo o nosso serviço da melhor forma possível. Porém, é importante sabermos diferenciar o que é ser um trabalhador dedicado e o que é ser viciado em trabalho. Confira a seguir, os 5 principais sinais para descobrir se você é viciado em trabalho. O terceiro sinal é decisivo para saber se você sofre desse problema. Vale destacar…

continuar lendo ...

Apenas um estagiário: o preconceito e a injustiça

Eu estava dando o meu melhor. Buscava aprender com quem tinha mais experiência. Me esforçava para replicar com excelência. Fazia todas as tarefas que me atribuíam, mesmo quando sabia que algumas não eram minha obrigação. Tudo ia bem, até que um dia… Fui acusado por algo que não tinha feito. Me culparam, mesmo eu não sendo o responsável. Eu fui injustiçado. Tudo isso porque eu era apenas estagiário. Este foi um dos piores sentimentos que já tive. Meu primeiro contato com o mercado de trabalho Estamos no final de 2010.…

continuar lendo ...