Tendências de RH 2021: Saiba quais são as principais mudanças

Equipe conversando sobre projeto

O ano já começou a todo vapor, e esse período é sempre um bom momento para colocar a sua empresa em ordem, por isso, atualize-se das tendências de RH 2021.

Mas, você já sabe como fazer isso?

Aqui, já podemos adiantar que a tecnologia é, mais uma vez, uma grande aposta.

Até quem não trabalha na área do RH sabe que 2020 foi um ano desafiador para os empreendedores, estes que precisaram de muita adaptação para superar os obstáculos.

A gravidade da pandemia de COVID-19 fez com que as autoridades tomassem medidas bruscas para garantir a segurança da população. Em vista disso, diversos países declararam estado de calamidade pública, incluindo o Brasil.

O lockdown e quarentena foram as soluções viáveis para conter a contaminação do vírus. Tudo isso afetou grandes, médias e pequenas empresas, sendo que poucas delas estavam preparadas para alterar repentinamente o modelo de trabalho para o home office.

No entanto, no mundo corporativo não foi somente o modelo de trabalho que precisou ser alterado. Muito pelo contrário, diversos processos que, antes eram feitos presencialmente, tiveram a necessidade de serem feitos online.

Encontrar soluções para esse momento não foi fácil e muitas das medidas adotadas no último ano continuarão sendo utilizadas.

Ao longo da sua leitura, explicaremos como você pode preparar o seu RH para receber as novidades, além de explicar quais são elas.

A seguir, confira os tópicos que iremos abordar ao longo da sua leitura:

Boa leitura!

2020: a transformação do RH

De acordo com uma pesquisa realizada pela Deloitte, empresa de serviços, cerca de 49% dos empresários brasileiros conseguiram adaptar os seus negócios para o trabalho remoto.

Diante da crise financeira do país e o ápice da pandemia, muitas empresas precisaram fechar suas portas e declarar falência. Em julho de 2020, uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que 716.000 empresas fecharam desde o início da pandemia.

Todos esses números nos mostram que o setor de RH precisou se inovar ainda mais. Mas, não pense que é só isso. Afinal, além da inovação, algumas leis entraram em vigor e outras acabaram saindo.

Mas, como isso aconteceu? Confira nos próximos tópicos!

Trabalho à distância

O trabalho a distância não era novidade para muitas empresas, que já dispunham do modelo home office ou teletrabalho.

Todavia, nem todas estavam prontas para assumirem a jornada de trabalho de seus colaboradores como 100% remota.

Diversos empecilhos surgiram, como dificuldades para realizar o controle de ponto dos colaboradores, garantir um clima organizacional agradável e continuar colocando em prática a gestão de pessoas.

Processos virtuais

Processos de recrutamento e seleção, admissão, demissão, comunicados do RH e até mesmo reuniões da equipe passaram a ser feitas de forma online.

Para que isso fosse possível, além de existir o esforço da empresa, a colaboração dos funcionários também foi muito importante. Essa nova fase não está sendo fácil para ninguém, e adaptar-se a nova rotina de trabalho estando em casa ainda é um dos maiores desafios enfrentados.

LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados foi sancionada em 2019, mas só entrou em vigor em setembro de 2020. Em vista disso, as empresas precisaram organizar todos os seus setores para estarem de acordo com as normas, incluindo o RH.

Caso a organização não cumpra os requisitos da lei, a mesma poderá sofrer com problemas judiciais, sendo penalizada a partir de agosto de 2021.

Para garantir que isso não aconteça, o RH precisou tomar algumas medidas em 2020, como:

  • Conscientizar e promover um treinamento para os funcionários;
  • Mapear e revisar os processos da empresa;
  • Realizar a gestão e controle constantes das obrigações da lei;
  • Garantir que os sistemas utilizados pela empresa estão certificados pela LGPD.

Se você quer saber mais sobre a LGPD no RH, leia: “LGPD no RH: Saiba como funciona e o que muda para as empresas!”

Alteração nas normas trabalhistas

Quem trabalha no RH sabe que é necessário estar sempre atento às novidades das normas trabalhistas. Em 2020, com o cenário de pandemia, Medidas Provisórias foram sancionadas, com o intuito de garantir algum tipo de estabilidade aos empregadores e empregados.

Além disso, outras leis entraram em vigor. Vamos relembrar?

Em 2020 passou a valer algumas mudanças na Lei da Liberdade Econômica, sancionada em 2019, que envolvem o prazo que o contratante tem para assinar o contrato do novo colaborador e também o ponto por exceção.

Sobre o novo tempo para que o contrato de admissão seja assinado, é simples. Antes, eram concedidas 48h, no entanto, desde o ano passado, o prazo foi estendido para 5 dias úteis.

Já o ponto por exceção, a única alteração é que atualmente essa forma de controle de jornada é permitida caso exista um acordo individual entre o funcionário e seu empregador.

Além disso, o novo eSocial, plataforma criada pelo governo, foi lançado, surgindo com uma interface mais descomplicada.

Por fim, algumas MPs foram sancionadas em vista de solucionar temporariamente os reflexos da pandemia no mercado de trabalho. Dessa forma, a Medida Provisória 927 entrou em vigor em 22 de março de 2020, e teve validade até 19 de julho do mesmo ano.

A MP 927 tinha como principal objetivo desburocratizar o home office e simplificar os  acordos individuais feitos entre a empresa e seus funcionários.

Assim, enquanto estava em vigor, as organizações que estavam em regime home office podiam apenas criar um termo aditivo no contrato de trabalho de seus colaboradores para oficializar a modalidade de trabalho.

Outra MP criada foi a 936, que logo foi convertida na lei nº 14.020, sofrendo somente algumas alterações. Ela diz respeito à redução da jornada de trabalho e à rescisão de contrato principalmente durante a pandemia.

O que 2021 prepara para o RH?

Depois de um ano conturbado como 2020, muitas pessoas acreditaram que 2021 fosse ser mais tranquilo, porém, estavam enganados.

O RH ainda está sofrendo reflexos das adaptações do ano passado. Foram muitas mudanças feitas de forma repentina, por isso, 2021 é um ano para revê-las e colocá-las em ordem. Aqui, já podemos adiantar que o home office veio para ficar.

Mas, não pense que é só isso, temos mais novidades por aí!

Principais tendências de RH 2021

Se você é leitor do blog PontoTel, já deve saber que o RH é uma área que está sempre pronta para inovar e receber novidades, e esse ano não será diferente.

Para saber as principais tendências de RH 2021, confira os próximos tópicos.

Trabalho híbrido

O trabalho híbrido é um modelo no qual o funcionário trabalha in loco e também home office. Dessa forma, garante ao colaborador interagir com a sua equipe das duas formas.

Em 2020, muitas empresas migraram para o home office na intenção de garantir segurança para os seus funcionários, sem que tivessem contato com o coronavírus.

No início, alguns gestores de RH achavam que esse modelo de trabalho não daria certo e tiveram que enfrentar o grande desafio de monitorar todos da empresa à distância.

No entanto, o trabalho à distância veio para ficar, já que, além de não colocar os colaboradores em risco, também gera benefícios, veja:

  • Redução de custos para a empresa;
  • Oportunidade de trabalhar com colaboradores de diferentes regiões do país;
  • Qualidade de vida;
  • Auto gerenciamento;
  • Flexibilidade;
  • Alta performance e produtividade, entre outros.

A prova de que o home office não vai deixar de ser uma realidade é que grandes empresas, como a Heineken, Twitter e Loggi, já declararam home office permanente.

Já outras organizações decidiram seguir por outro caminho, unindo o melhor dos dois mundos: o trabalho presencial e home office, ou seja, o modelo de trabalho híbrido.

Essa modalidade de trabalho vem como um meio termo para as empresas e seus colaboradores. Dados de uma pesquisa realizada pelo Índice de Confiança Robert Half (ICRH), apontam que, dos 1.161 profissionais entrevistados, cerca de 66% almejam a jornada de trabalho híbrida por promover a flexibilidade.

Por isso, se você deseja adotar o trabalho híbrido na sua organização, certifique-se que a comunicação interna seja bem estabelecida, e não pare de realizar as práticas de gestão de pessoas!

Outra dica essencial é ter bons líderes que engajem os funcionários, mantendo-os motivados e alinhados com os objetivos da empresa.

Por fim, disponha de sistemas de RH que facilitem e otimizem os processos de toda a empresa, mas fique tranquilo que ainda vamos falar sobre isso nesse texto.

RH estratégico

Promover um RH estratégico não é nenhuma novidade para os profissionais dessa área. Todavia, reforçar as suas práticas e atualizá-las é fundamental. Dessa forma, é importante:

  • Criar políticas de RH bem estabelecidas e reforçá-las com os colaboradores;
  • Utilizar indicadores de RH para entender as dores de seus funcionários (absenteísmo e turnover);
  • Focar na criação e retenção de talentos;
  • Fazer um planejamento anual e entender os objetivos da empresa, entre outros.

Aqui, vale lembrar que um RH estratégico agiliza as tarefas, reduz retrabalhos e faz com que os profissionais da área visualizem quais são os processos que podem ser melhorados e quais estão ultrapassados; e isso pode ser feito com um mapeamento.

Foco na gestão de pessoas: employee experience

Em tradução livre, employee experience significa a experiência do funcionário. Assim, também é uma das tendências de RH 2021 faz parte de uma das estratégias de gestão de pessoas, que está bastante em alta, pois visa garantir a motivação do colaborador para que ele dê retorno para a empresa com bons resultados.

Com isso, o termo employee experience surge para provar que um pacote de benefícios e uma boa remuneração nem sempre são suficientes para reter um talento na empresa.

Mas, como assim?

Todos os dias acompanhamos mudanças no ambiente de trabalho, estas que acabam exigindo que o setor de RH se atualize constantemente em relação às suas práticas.

Em vista disso, o employee experience traz para o RH uma nova forma de gerenciar as práticas de gestão de pessoas, e coloca as necessidades do colaborador como principal foco na tomada de decisões.

Isso é realizado a partir de um profundo conhecimento dos talentos da empresa, entendendo quais são os seus valores e dialogando para oferecer motivação e engajamento a partir disso.

Se as expectativas dos colaboradores são atendidas, as suas experiências na empresa serão mais positivas, não é mesmo?

Flexibilidade

A flexibilidade no trabalho tem sido adotada cada vez mais nas empresas a partir de um modelo de jornada de trabalho sem horários fixos. Empresas que promovem benefícios diferenciados, como a jornada flexível, têm mais chances de serem escolhidas por novos talentos.

Um modelo de trabalho flexível garante que os colaboradores trabalhem nos horários em que se sentem mais produtivos, afinal, nem todas as pessoas apresentam uma maior performance no famoso horário comercial.

Aqui, vale lembrar que existem três modalidades da jornada flexível, são elas:

Fixo variável

Aqui, a empresa sugere alguns horários e o funcionário deve escolher em quais horários prefere trabalhar. Tudo isso deve estar presente no contrato de trabalho.

Variável

Nessa modalidade, o funcionário pode escolher os seus horários desde que cumpra a sua jornada diária e semanal de trabalho, desde que a equipe esteja ciente.

Livre

Nesse caso, o colaborador tem a total liberdade de escolher os seus horários, devendo cumprir a sua carga horária diária e semanal. Essa modalidade é mais comum para profissionais que demandam mais autonomia do funcionário.

Todavia, o grande desafio desse tipo de jornada de trabalho para o RH é realizar o controle de ponto.

Afinal, como realizar essa gestão se os funcionários trabalham em horários diferentes? E, muitas vezes, você nem sabe em qual horário determinado colaborador irá exercer suas funções!

Bom, para isso, temos a resposta: utilize um controle de ponto online, como o ProntoTel.

Utilizando essa ferramenta é possível cadastrar diferentes escalas e modalidades de trabalho, incluindo a flexível, além de acompanhar em tempo real a marcação de ponto de seus colaboradores, apenas utilizando um dispositivo móvel ou computador.

People Analytics

Já ouviu falar em People Analytics?

Esse termo, também conhecido como análise de pessoas, ajuda na tomada de decisões por parte do RH, já que prevê o impactos, desempenho de novos talentos em um determinado período de tempo, turnover, entre outros.

Essa também é uma das tendências de RH 2021, e funciona em 4 etapas: coleta de dados de diferentes canais, cálculo, análise de gargalos e, por fim, modelagem.

As respostas oferecidas pelo People Analytics podem te ajudar inclusive nas práticas de employee experience.

Em vista disso, existem diversas empresas que oferecem softwares de People Analytics. Após escolher um software que atenda às necessidades do seu negócio, não esqueça de preparar e capacitar os funcionários que irão lidar com essa plataforma.

A seguir, veja alguns benefícios de investir em People Analytics:

  • Aumento do engajamento dos colaboradores;
  • Acompanhamento da produtividade e performance;
  • Recrutamento e seleção assertivos;
  • Qualidade de vida aos funcionários;
  • Redução de custos;
  • Possibilidade de projetar os próximos anos da empresa, entre outros.

Tecnologia no RH: mais ferramentas e menos operacional

O uso de sistemas de RH tem ajudado cada vez mais a otimizar tarefas feitas manualmente.

Não aderir a esse tipo de ferramenta faz com que a sua empresa não esteja à frente de seus concorrentes, afinal, a tecnologia no RH é uma realidade, e não podemos negá-la.

Tendo isso em mente, se você está em busca de alto desempenho e produtividade de suas equipes, as ferramentas digitais são uma ótima aposta para diminuir o trabalho operacional.

Com as tarefas sendo otimizadas com esses sistemas, os colaboradores terão mais tempo hábil para se dedicarem em outras atividades também importantes.

Um exemplo disso é que utilizando um controle de jornada que automatiza cálculos e faz o tratamento de ponto em poucos cliques, o seu RH poderá se dedicar mais na manutenção da cultura organizacional e nas práticas de gestão de pessoas.

Para entender mais sobre isso, confira o próximo tópico!

Aposte em um controle de ponto moderno para modernizar o seu RH

A modernização é certamente uma das tendências de RH 2021, e adotar um controle de ponto significa um grande passo para essa inovação.

Ainda nesse texto, citamos o PontoTel, e como ele pode ajudar empresas que buscam aderir um modelo de trabalho flexível. Todavia, o PontoTel vai muito além disso.

Utilizando esse sistema de RH é possível fazer o controle da jornada de trabalho de colaboradores internos e externos, incluindo os que trabalham em home office ou realizam a sua jornada no modelo de trabalho híbrido.

Com seis medidas de segurança que evitam fraudes na marcação de ponto, com o PontoTel é possível registrar o ponto por um celular, tablet, computador e até mesmo o QR code.

Outra vantagem é que, com essa ferramenta de RH, o gestor tem acesso a mais de 30 relatórios com indicadores de RH, incluindo taxas de absenteísmo e hora extras, o que ajuda na tomada de decisões.

Tudo isso em uma única plataforma. Quer otimizar a gestão de ponto na sua empresa?

Conclusão

As tendências de RH 2021 são muitas, e esse setor ainda está se adaptando devido aos obstáculos que surgiram com a pandemia.

Ao longo da sua leitura, falamos sobre as principais novidades e tendências que vieram para ficar nesse ano, e ainda relembramos alguns acontecimentos que impactaram o RH ao longo de 2020.

Gostou desse texto? Compartilhe em suas redes sociais e não deixe de conferir outros textos em nosso blog!

Fonte: PontoTel

Posts Relacionados