Vender na pandemia: saiba como o certificado SSL pode ser um aliado


– Tempo de leitura: 8 minutos.

Em meio ao fechamento do comércio por conta da pandemia do coronavírus, quem não vendia online, agora entendeu por que é obrigação ter vida também no ambiente digital. E quem já estava preparado para vender na pandemia, colheu frutos, aproveitando o espaço deixado pelos concorrentes menos tecnológicos: apenas em abril de 2020, o e-commerce cresceu impressionantes 81%.

Considerando que a vacina contra a Covid-19 esteja pronta em grande escala apenas em alguns anos e a tendência do isolamento e da flexibilização se revezem por longos meses, quem deseja estar com CNPJ ativo não pode ignorar o comércio eletrônico. Mas o sucesso dessa empreitada passa por uma expressão: Certificado SSL.

Como o certificado SSL pode ajudar seu comércio a se manter mesmo durante a crise do coronavírus? É isso que você confere agora!

Como manter as vendas online durante a crise do coronavírus?

Além do Certificado SSL — cuja importância é tão grande que merece um tópico especial, abordado mais adiante —, existem alguns mandamentos fundamentais para depender menos das decisões sanitárias e continuar a vender na pandemia sem colocar ninguém em risco.

Invista na presença digital

A primeira delas é a óbvia presença digital. Mas a pergunta é “como?”. Você pode debutar no ambiente online vendendo pelas redes sociais.

Essa é a opção mais rápida e barata, que não exige nenhuma tecnologia de ponta. Por outro lado, quando efetuada sozinha (sem site), sinaliza algum nível de amadorismo, além de trazer dificuldades logísticas, como na exibição de catálogos e oferecimento de pagamentos por cartão de crédito — usado em 70% das compras online.

Avançando na hierarquia da profissionalização, temos, no degrau intermediário, o marketplace, uma espécie de shopping center eletrônico — grandes redes do varejo oferecem espaço para que pequenos comerciantes possam ali ofertar seus produtos. O ponto fraco dessa estratégia é a dificuldade de se fazer conhecido em um oceano de lojinhas virtuais, todas aglomeradas em um mesmo portal.

Por fim, a alternativa mais profissional para vender na pandemia é desenvolver um site próprio: o seu e-commerce. Embora a dificuldade aqui seja o custo da criação da página, a grande vantagem é poder oferecer todos os meios de pagamento usados pelos consumidores, além de elevar exponencialmente a credibilidade do negócio. O ponto-chave é adotar os mecanismos de segurança indispensáveis.

Tenha atenção à logística

Vender na pandemia com loja fechada significa ter também seu depósito e estoques fechados. Como, então, dar mobilidade ao seu fluxo comercial, sabendo que cada produto adquirido será realmente entregue? Trabalhar no formato Just in Time (produção sob demanda) não é uma boa ideia, pois toda a cadeia de suprimentos está atrasada devido às restrições provocadas pelo novo coronavírus.

Dessa forma, não há como escapar do desafio de encontrar um espaço para armazenar suas mercadorias ou insumos, em níveis que, inclusive, precisam ser mais elevados do que o normal, a fim de evitar desabastecimento, atrasos ou pedidos não entregues. Em seguida, será necessário pensar na realização de testes rápidos especificamente aos colaboradores que atuarão na separação e preparação dos produtos a serem entregues.

Quanto ao fluxo de entrega, opções recém-lançadas como Uber Direct e Cabify Entregas podem sair mais em conta do que a contratação de transportadoras. Se quiser inovar, é possível estudar também opções a exemplo do “Clique Retire”, serviços de e-box nos quais você envia as mercadorias para um dos hubs da empresa. Ela, então, redireciona os produtos aos pontos de retirada escolhidos pelos seus clientes no ato da compra.

Monitore o mercado

Já ouviu falar em benchmarking? Esse é o nome da estratégia dada ao ato de pesquisar as empresas mais bem-sucedidas do seu segmento, a fim de aprender com as melhores práticas. Em um cenário sem precedentes em nossa história, é crucial visualizar soluções criativas para vender na pandemia e obter sucesso.

Faça um levantamento aprofundado dos seus mais importantes concorrentes e estude como está sendo feita a logística de entrega, o armazenamento, as estratégias comerciais e a comunicação na internet. Ter flexibilidade para se adaptar ao mercado é imprescindível.

Como o Certificado SSL pode ajudar seu negócio?

Você percebeu que, independentemente da solução, o êxito das vendas na pandemia passa pela atuação digital, de preferência, por loja online própria. No entanto, além de design e usabilidade, o que precisa de atenção é o nível de segurança de sua plataforma. Um Certificado SSL (Secure Socket Layer) é um padrão de tecnologia de segurança essencial em qualquer site de venda online, objetivando estabelecer um link encriptado entre o servidor e o cliente.

Esse instrumento permite a criação de uma comunicação segura entre as duas pontas na inserção de dados sensíveis, impedindo a interceptação por terceiros. O consumidor sabe que está navegando em uma área segura, entre outros fatores, por conta do endereço da página (o qual se inicia com o protocolo “https”), bem como pelo símbolo de um cadeado na barra de endereços.

Ter um Certificado SSL em sua loja digital traz as seguintes vantagens, que, inevitavelmente, refletem-se na melhora de suas estratégias para vender na pandemia:

  • oferecimento de muito mais segurança ao consumidor;
  • redução do abandono de carrinho;
  • aumento da credibilidade no site;
  • sinalização de profissionalismo;
  • mitigação das chances de ser responsabilizado em Juízo por vazamento de dados;
  • melhora no posicionamento de sua loja nos buscadores, como Google;
  • facilidade de instalação e baixo custo.

Como obter esse certificado para vender na pandemia?

A aquisição de seu Certificado SSL deve ser realizada com uma Autoridade Certificadora Internacional. A compra pode ser feita pela Internet e a validação para certificados com validade de até 12 meses não precisa ser presencial.

A instalação do Certificado SSL não tem nenhuma complicação. De forma resumida, ao adquirir seu certificado, a Autoridade Certificadora gerará um código, chamado “PIN”. De posse dessa sequência de caracteres, você baixa os arquivos atrelados a esse certificado, vai ao servidor para fazer o upload de todas essas extensões e o reinicia. Prontinho, seu site estará credibilizado; e seus consumidores, muito mais seguros.

A Soluti, referência internacional em Certificação Digital, oferece um portfólio extenso de opções em Certificados SSL, além de suporte total ao processo de instalação para você vender na pandemia e sair da crise com segurança. Líder de mercado no Brasil, temos expertise no atendimento às demandas de empresas de todos os portes e setores, sempre aplicando identificação digital e criptografia para garantir confiabilidade plena nos meios eletrônicos.

Quer passar por cima da recessão e vender na pandemia migrando para o ambiente digital? Então, entre agora em contato conosco e conheça a solução de segurança perfeita para o seu e-commerce!

Fonte: Soluti


Posts Relacionados