conheça esta metodologia de avaliação de desempenho

Entre os diversos métodos para avaliar o desempenho dos colaboradores, cada um funciona melhor para uma situação diferente. Para planejar sucessões de liderança, o mais simples e efetivo é a 9 box.

Quem trabalha com gestão de pessoas, principalmente em nível executivo, precisa estar por dentro deste conceito e de como aplicá-lo na prática. Quer saber mais sobre como ele funciona? Continue acompanhando o post!

O que é o 9 box?

9 box (Nine Box) é uma metodologia usada no planejamento de sucessões e no desenvolvimento de lideranças nas organizações. Como o nome já diz, trata-se de uma matriz com novas caixas que representam o desempenho atual e o potencial de evolução de cada funcionário da empresa.

Criada e difundida por profissionais de gestão de RH, a 9 box é uma das ferramentas mais eficientes de avaliação de desempenho no mercado. 

Quando um funcionário é promovido ou desligado, por exemplo, ela pode ser usada para decidir quem irá ocupar o lugar daquela pessoa. O mesmo vale para identificar quem tem condições de liderar a companhia no futuro.

Como funciona a metodologia?

A 9 box consistente em uma matriz com dois eixos e nove quadrados. O eixo horizontal tem três colunas que avaliam o desempenho atual de liderança do profissional. O eixo vertical também tem três colunas, que avaliam o potencial de liderança daquela pessoa. A combinação entre os eixos define em qual caixa o funcionário pertence. Veja abaixo:

9 box: conheça esta metodologia de avaliação de desempenho

Com a estrutura montada, o uso da 9 box é bem intuitivo. O responsável pela avaliação coloca o nome de cada profissional em uma das nove caixas, de acordo com seu nível de desempenho e potencial futuro.

Dessa forma, fica fácil visualizar quem tem mais condições de crescer na empresa e quem ainda não está atendendo às expectativas. É uma excelente maneira de compreender melhor as competências da equipe e definir um plano de ação para preencher as lacunas de performance.

Por que a 9 box é tão eficaz?

Por ser um método tão simples e visual a 9 box traz muitos benefícios para a avaliação de desempenho. Os principais deles são:

  • fica mais simples comparar competências, comportamentos, resultados e capacidades;
  • facilita a identificação de talentos e de profissionais com baixo desempenho;
  • aumenta a eficiência dos feedbacks, já que colaboradores e gestores têm uma visão mais clara do que se espera da equipe;
  • estimula a meritocracia e auxilia nos planos de sucessão de lideranças;
  • pode ser usada no plano de carreira, para que os profissionais trabalhem seus pontos fortes e fracos baseando-se em onde querem chegar;
  • aprimora a tomada de decisões como promoções, bonificações, treinamentos, desligamentos e aumentos de salário.

Como implementar a 9 box na empresa?

Apesar de ser um instrumento de avaliação simples, é preciso tomar alguns cuidados ao implementar a 9 box. Confira a seguir os principais passos para ter sucesso com essa metodologia.

Conte com avaliadores experientes

É importante que a 9 box seja conduzida por profissionais com experiência em avaliação de desempenho. Os responsáveis pelo processo precisam entender a fundo a construção da matriz e sua aplicação, para que utilizem os critérios corretos e tirem 100% de proveito do método.

No entanto, essa pessoa não deve tomar as decisões sozinha, e sim contar com o apoio da equipe e de ferramentas de análise de dados. Assim a avaliação se torna mais justa, transparente e benéfica para todos.

Escolha critérios adequados

É preciso ter critérios bem definidos na hora de posicionar os colaboradores na matriz. Caso contrário, há um grande risco de serem atribuídas apenas impressões pessoais, comprometendo a qualidade da avaliação.

Há muitas ferramentas que podem ser usadas para coletar dados sobre os colaboradores, como a tradicional avaliação 360º e o levantamento de metas e KPIs. Também é possível acessar o banco de dados do RH para analisar o desempenho e o progresso de cada profissional.

Assim, a empresa obtém uma visão muito mais realista de cada colaborador, além de evitar injustiças e aumentar a assertividade das decisões.

Comunique os funcionários sobre a avaliação

É imprescindível instruir os colaboradores sobre como funciona a 9 box e por que a ferramenta está sendo utilizada. Antes de iniciar as análises, apresente o método a toda a equipe e certifique-se de que eles compreenderam os critérios de avaliação.

Novidades e mudanças sempre causam desconforto no início, por isso é necessário que o time entenda o processo e seus benefícios. Assim, as chances de eles serem resistentes e não aceitarem as decisões se tornam muito menores.

Escute os líderes das equipes

Como dito anteriormente, por mais que seja preciso eleger um responsável por conduzir a 9 box, ele não deve agir sozinho. Jamais tente interpretar ou compartilhar resultados sem uma reunião em grupo. Gestores não familiarizados com a metodologia podem não compreender muito bem o seu uso, o que pode gerar problemas e ruídos.

Por isso, não ignore o que os gerentes das equipes têm a dizer. Se algum líder contestar o posicionamento de algum subordinado direto dentro da matriz, converse com ele para revisarem juntos as pontuações. Isso garante que os funcionários sejam avaliados com precisão e recebam a orientação que merecem.

Dê feedbacks

Além de ajudar a empresa a tomar decisões, avaliações de desempenho são muito úteis para desenvolver as habilidades da equipe. Porém, isso não é possível sem um feedback adequado.

Sempre que recorrer à 9 box, chame os colaboradores para uma conversa e explique a cada um deles sua posição na matriz. Com isso, eles saberão claramente quais são suas fortalezas e quais pontos precisam melhorar, ajustando seu desempenho no dia a dia.

Agora que você já sabe tudo sobre a 9 box, que tal começar a aplicar essa metodologia na sua empresa? Por ser uma ferramenta intuitiva e visual, ensinar os gestores e colaboradores como ela funciona será bem simples. A partir daí, basta estabelecer critérios adequados e aproveitar os benefícios da ferramenta.

Gostou do artigo? Para se aprofundar ainda mais no assunto, confira este outro post do blog sobre os principais tipos de avaliação de desempenho!

Fonte:Xerpa

Posts Relacionados

Leave a Comment