Business intelligence aplicada à estratégia empresarial

Introdução

Os softwares de Business Intelligence, ou somente (BI), estão carregados de métricas e fórmulas para simplificar a visão dos resultados de uma companhia, otimizando as tomadas de decisões da pessoa certa e na hora certa. Assim, um ponto principal na estrutura de modelos de Inteligência de Negócios é a relação com a previsão de acontecimentos com dashboards, utilizando indicadores bem definidos e métricas chave. Esses padrões são facilmente identificados, dando mais agilidade a decisão e, consequentemente, trazendo recursos a estratégia de negócio (MIRCEA; ANDREESCU, 2011).

Problema de Pesquisa e Objetivo

Parte-se do pressuposto que o processo de BI facilita o acesso a dados, ajudando os gestores a terem uma melhor visão dos processos, agilizando a capacidade de tomada de decisão e eliminando gargalos, processos ineficientes e projeções futuras sobre tendências da companhia. Assim, questiona-se como o BI é utilizado no processo de tomada de decisão dos gestores? O objetivo geral é analisar como o BI é utilizado no processo de tomada de decisão dos gestores. Além de compreender a influência do BI nas decisões do planejamento estratégico nas empresa e descrever quais são as principais vantagens.

Fundamentação Teórica

Angeloni e Reis (2006) definem o conceito de Business Intelligence com o entendimento de que é inteligência empresarial compondo-se de um sistema de metodologias de gestão implementadas por meio de ferramentas de software, cuja principal função é promover benefícios nos processos decisórios gerenciais e da alta administração nas empresas, apoiada na capacidade analítica das ferramentas que integram em um espaço as informações necessárias ao processo de decisão.

Metodologia

Este estudo classifica-se como exploratório e descritivo com abordagem qualitativa. Foi realizado um levantamento bibliográfico da literatura sobre o tema Business Intelligence. A coleta de dados foi realizada em duas etapas. Na primeira foram realizadas entrevistas exploratórias de profundidade com gestores que utilizam BI. Na segunda etapa, os questionários foram disponibilizados na plataforma on-line de formulários (google forms). Foram coletados dados de oito gestores em junho de 2019. Os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo.

Análise dos Resultados

Os entrevistados ressaltaram que a possibilidade de personalização de relatórios, agilidade na compilação de grandes quantidades de dados e uma interface intuitiva se destacam como os principais pontos do BI. Os fatores que mais influenciam na tomada de decisão, as alternativas: praticidade dos dashboards, indicadores e relatórios gerenciais e a possibilidade de previsão de acontecimentos e oportunidades de negócios. Além da confiabilidade nas informações apresentadas. Desta forma, a capacidade de adaptação e criação de formas de visualização de maneira mais simples interfere na na decisão.

Conclusão

O BI é um artificio que pode ser utilizado para alavancar o crescimento de uma organização, oferecendo vantagem competitiva e economia de tempo, principalmente em um momento que cada organização busca sua parcela de mercado se diferenciando, se especializando e investindo em qualidade na gestão de dados. Desta forma, faz diferença a capacidade da melhor estratégia com decisão tomada, tendo como base um conjunto de métricas e comparativos do mercado.

Referências Bibliográficas

GOMES, L. F. A. M.; GOMES, C. F. S. Tomada de decisão gerencial: enfoque multicritério. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2014.

MIRCEA, M; ANDREESCU, A. I. Agile Development for Service Oriented Business Intelligence Solutions. Database Systems Journal. v. 2, n. 1, p. 43–56, 2011.

QUINN, K. Como o Business Intelligence deveria funcionar: a ligação entre as iniciativas estratégicas, analíticas e operacionais. Information Builders, p. 4-18, 2008.

Fonte: administradores.com.br

Posts Relacionados

Leave a Comment