CMV: O que é e para que serve?

cmv-o-que-e - Empresaria local usa uma calculadora e um notbook para calcular o custo antes da embalagem

O CMV (Custo de Mercadoria Vendida) é um indicador financeiro que contabiliza os custos relacionados à produção ou aquisição de mercadorias que foram efetivamente vendidas durante um determinado período.

Assim, a principal função do CMV é acompanhar e avaliar a demonstração dos custos associados à produção, compra e armazenamento de mercadorias, proporcionando um indicador ao empreendedor de quanto ele tem lucrado.

Isso porque o CMV é fundamental para calcular a margem bruta, possibilitando avaliar a eficiência operacional de uma empresa e a sua capacidade de gerar lucro a partir das vendas de seus produtos ou serviços.

Assim, se você possui uma empresa, é importante entender mais sobre como mensurar o CMV, já que ele fornece informações de como ter um processo de formação de preços eficaz, além de uma boa gestão dos estoques e outras decisões estratégicas da empresa.

A Contabilizei atende mais de 50 mil empresas e, por isso, é especialista no assunto. Veja as dicas que o  Head de Auditoria Interna e Assuntos Regulatórios da Contabilizei, Diego Zacarias dos Santos, preparou para você se organizar.

O que o CMV inclui?

De acordo com o Diego Zacarias, o CMV inclui custos diretos e indiretos associados à produção ou aquisição de mercadorias.

Custos diretos:

Custos indiretos:

  • despesas gerais
  • custos de armazenamento
  • custos de distribuição

Como calcular o CMV?

Existem diversas técnicas de mensuração dos custos e fórmula para calcular CMV, entre elas podemos citar:

  • Média Ponderada Móvel: essa técnica calcula o custo médio ponderado de todas as unidades de mercadorias disponíveis para venda. O custo é recalculado à medida que novas unidades são adquiridas.
  • Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair (PEPS): neste método, as primeiras mercadorias adquiridas são as primeiras a serem vendidas. O CMV é calculado com base nos custos das mercadorias mais antigas em estoque.
  • Identificação Específica: este método é menos comum, usado quando é possível identificar e rastrear os custos de cada unidade individual de mercadorias. Isso é comum em indústrias em que os produtos possuem características únicas.

Valor de estoque inicial + Valor de compras adicionais − Valor de estoque final = CMV

Um ponto a ser destacado é que a escolha do método deve levar em consideração diversos fatores, incluindo a natureza do negócio, tipos de mercadorias, as práticas do segmento, as regulamentações fiscais e, por fim, o custo-benefício de implementação e execução do método no dia a dia da empresa.

Caso você precise de apoio de um especialista neste processo, é fundamental ter um contador auxiliando-o nestes cálculos e no controle das finanças da empresa. Conheça a Contabilizei, há 10 anos simplificando a vida de quem empreende.

Incluir exemplo

Existe um CMV ideal?

Para o especialista da Contabilizei, não há um CMV universal que podemos chamar de ideal para todos os negócios, pois a depender do segmento, esse custo pode variar significativamente.

Desta forma, o que pode ser considerado um CMV “ideal” depende das características específicas do setor em que a empresa opera. Por exemplo, em setores altamente competitivos, com margens muito pequenas, como no varejo, toda a cadeia de suprimentos precisa estar em perfeita harmonia para que a empresa consiga maximizar seus resultados por meio da redução dos custos.

Em outras palavras, o conceito de CMV “ideal” pode variar de acordo com as metas e estratégias de negócios da empresa. Portanto, ao avaliar o CMV, as empresas devem levar em conta a natureza do seu setor, as práticas do mercado, as metas estratégicas e outros fatores específicos que afetam seus custos e preços.

Para apoiar você nesta organização, a Contabilizei disponibiliza uma planilha de fluxo de caixa editável e gratuita. Baixe agora mesmo.

Vantagens de calcular CMV para pequenos negócios

De acordo com o Diego Zacarias, a gestão do valor do CMV é imprescindível para qualquer empresa, inclusive para os pequenos negócios, pois é uma prática valiosa que permite identificar oportunidades para precificar melhor os seus produtos e, assim, destacar-se dos concorrentes.

Ademais, o CMV fornece informações cruciais para avaliar a saúde financeira do negócio e gera insumos para avaliar quais processos dentro da gestão operacional precisam  melhorar para atingir a eficiência esperada.

Em resumo, mesmo para pequenos negócios, a gestão do CMV não é apenas uma prática contábil, mas uma ferramenta estratégica para otimizar operações, melhorar a rentabilidade e tomar decisões financeiras acertadas.

Veja mais dicas que o Head da Contabilizei compartilhou em entrevista  para o Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Toda empresa deve calcular CMV?

Uma boa gestão de custos começa no plano de negócios antes do início das operações. Ao planejar a abertura de uma empresa é muito importante ter uma compreensão dos custos associados à produção ou aquisição de mercadorias. Isso ajuda a definir preços de venda realistas e estabelecer metas financeiras.

Após o início das operações é de suma importância calcular os custos que efetivamente se concretizaram na operação e comparar com as projeções feitas na fase inicial de constituição da empresa. Essa análise permitirá uma avaliação para confirmar se as projeções foram realistas ou se precisam ser ajustadas. A partir daí, os gestores terão informações valiosas para  auxiliar na tomada de decisão e definir os próximos passos da empresa.

Portanto, a recomendação é começar a considerar a gestão do CMV desde o início das operações, pois isso fornece uma base sólida para a gestão financeira e facilita ajustes à medida que uma empresa cresce e enfrenta novos desafios.

Traga a sua empresa para a Contabilizei

Se você deseja o suporte de 80 contadores certificados e uma equipe de especialistas, fale com a Contabilizei. Já são mais de 50 mil clientes que confiam no maior escritório de contabilidade do Brasil. Conheça as vantagens e traga a contabilidade da sua empresa.

O post CMV: O que é e para que serve? apareceu primeiro em Blog da Contabilizei.

Blog Contabilizei

Posts Relacionados

Deixe um comentário