Diferença entre conta corrente e poupança: entenda aqui!

Embora pareça um assunto simples, na prática muitas pessoas ainda acabam se confundindo sobre a diferença entre conta corrente e poupança. Isso pode acontecer, principalmente com quem decide abrir uma conta no banco pela primeira vez.

As duas são opções de contas bancárias, porém com características e benefícios distintos. E identificar essas diferenças é muito importante, pois acaba auxiliando o cliente a fazer a contratação do serviço que mais se adequa às suas necessidades de administração financeira.

Sendo assim, neste artigo você confere:

  • Quais são as diferenças entre conta corrente e poupança?;
  • Como saber se minha conta é corrente ou poupança?;
  • Quais as taxas para a manutenção de cada conta?;
  • O que é conta corrente digital?;
  • Conta corrente ou poupança: qual vale mais a pena manter?

Ao conhecer mais sobre o perfil de cada serviço, você poderá definir qual deles será mais útil no seu dia a dia, além de evitar cair em armadilhas como o pagamento de taxas desnecessárias.

Boa leitura!

Quais são as diferenças entre conta corrente e poupança?

Embora sejam dois tipos de contas bancárias, há diferença entre conta corrente e poupança. Além dos benefícios oferecidos por cada uma, a intenção de como utilizar cada serviço também deve ser levada em consideração na hora de escolher um dos dois.

A conta corrente é conhecida por ser facilmente utilizada no dia a dia para a realização das principais transações financeiras, como saques e depósitos, transferências, pagamentos de contas, entre outras atividades.

Qualquer pessoa acima de 18 anos pode abrir uma conta corrente em um banco, sempre mediante a assinatura de um contrato pelo cliente, assim como pela instituição bancária. Antes de abrir a conta, o banco tem o direito de pedir aos clientes alguns comprovantes, como renda e endereço residencial, por exemplo.

Já a poupança é um tipo de conta, cujo principal objetivo é a reserva econômica e o rendimento a longo prazo. Ela é bem popular entre os brasileiros que querem guardar dinheiro, e é considerada um tipo de investimento de baixo risco.

Abrir uma conta poupança em um banco também é muito fácil, assim como a sua administração. Porém, diferente da conta corrente, os serviços disponíveis são mais limitados.

Como saber se minha conta é corrente ou poupança?

Mesmo já utilizando os serviços bancários, muitas pessoas se perguntam: “Como saber se minha conta é corrente ou poupança?”. Para responder à pergunta, a dica é identificar quais os benefícios estão sendo oferecidos através do serviço.

Para facilitar essa identificação, listamos abaixo quais são os recursos encontrados em contas correntes e em poupanças.

Conta corrente

A conta corrente costuma ser usada, em geral, para receber dinheiro e fazer transações como pagamentos, transferências e compras no débito, por exemplo. Por isso mesmo, os clientes de contas correntes têm direito a um cartão de débito oferecido pela instituição financeira.

É possível realizar as transações com a conta corrente no banco, pela internet (Internet Banking), em caixas eletrônicos, caixas 24 horas e outros pontos de atendimento. A quantidade e variação de benefícios vai depender do tipo de conta corrente escolhida.

De acordo com o Banco Central (BC), os principais serviços oferecidos pelas instituições bancárias em uma conta corrente básica são:

  • Cartão de débito: possibilita ao cliente realizar compras e saques;
  • Saques: com limite de quatro saques por mês;
  • Cheques: embora pouco utilizadas hoje em dia, as folhas de cheques estão inclusas no pacote da conta corrente, num limite de 10 folhas por mês;
  • Transferências via DOC (Documento de Crédito) e TED (Transferência Eletrônica Disponível): serviços que permitem a transferência de dinheiro entre bancos, num limite de duas transferências entre contas da mesma instituição, e duas transferências entre contas do mesmo titular;
  • Extrato Mensal: informativo com todas as movimentações da conta no mês, também no limite de dois extratos no período;
  • Internet Banking: consultas ilimitadas com acesso pelo site ou app do banco mediante senha.

Lembre-se que esses limites, como a quantidade de saques e transferências permitidas por mês, estão vinculados às contas correntes mais simples. Todas as instituições bancárias oferecem opções de contas correntes mais incrementadas para atender aos interesses variados de seus clientes.

Com isso, muitas contas correntes também dão direito ao cartão de crédito. Porém, mesmo que a instituição financeira o ofereça, sua liberação está sujeita à aprovação pelo banco. O cliente pode solicitar o cartão de crédito e o banco fará uma análise para a liberação ou não do crédito.

Se aprovado o uso do cartão de crédito, detalhes como o limite do mesmo também dependerão da avaliação interna do banco. Em geral, essa avaliação é baseada no histórico de relacionamento do cliente com o banco, assim como no valor de sua renda.

O mesmo é válido para o crédito pessoal. A maioria dos bancos disponibiliza para seus clientes de contas correntes um determinado valor de crédito pessoal, que poderá ser usado em momentos de emergência, por exemplo. 

É comum que esse crédito seja oferecido em forma de cheque especial, ou ainda como empréstimo pessoal. Entretanto, assim como o cartão de crédito, esse é um serviço que depende da avaliação do cliente pelo banco.

Poupança

Também chamada de caderneta de poupança, essa modalidade é frequentemente usada para guardar dinheiro e, a longo prazo, ainda conseguir um pouco de rendimento em cima desse dinheiro guardado. 

Isso porque a poupança rende juros sobre o valor aplicado, ou seja, sobre o dinheiro que o cliente coloca na conta poupança. Esses juros são contabilizados a cada 30 dias. Porém, diferente de outros tipos de investimentos, os rendimentos gerados pela poupança costumam ser baixos. 

Os principais serviços oferecidos numa conta corrente são:

  • Cartão de movimentação da conta: possibilita ao cliente realizar suas transações;
  • Saques: com limite de dois saques por mês;
  • Transferências via DOC (Documento de Crédito) e TED (Transferência Eletrônica Disponível): num limite de duas transferências entre contas do mesmo titular;
  • Extrato Mensal: com um espécie de informativo com todas as movimentações da conta no mês, também no limite de dois extratos no período;
  • Internet Banking: consultas ilimitadas com acesso pelo site ou app do banco mediante senha do cliente.

Ainda que as duas modalidades tenham seus atrativos, analisar os serviços oferecidos por cada uma torna mais fácil entender a diferença entre conta corrente e poupança.

Quais as taxas para a manutenção de cada conta?

Muitas pessoas acreditam que a manutenção de uma conta corrente envolve, obrigatoriamente, o pagamento de taxas. Porém, segundo a Resolução nº 3.919/2010, estabelecida pelo Banco Central em 2008, todo cidadão brasileiro tem direito a uma conta corrente básica sem o pagamento de tarifas.

A regra vale para qualquer banco do país, e apenas para clientes que abram a conta como pessoas físicas. Esse pacote básico dá direito aos principais serviços de uma conta corrente, como listamos acima.

Para os clientes que precisam de pacotes com mais serviços que os oferecidos no modelo básico, as instituições oferecem versões mais robustas da conta corrente, que podem dar direito a mais saques, mais transferências, etc. No entanto, esses pacotes especiais possuem tarifas, que variam de acordo com cada banco.

Por isso, antes de optar por um determinado pacote de serviços de um banco, é importante analisar todas as opções disponíveis no mercado, especialmente fazendo uma comparação em relação ao que é oferecido no pacote e quais os valores das taxas. Em geral, quanto mais serviços o pacote oferecer, mais cara será a tarifa cobrada mensalmente.

O ideal é que, ao escolher o pacote da sua conta corrente, o cliente consiga um acordo com o melhor custo-benefício que atenda às suas necessidades, e cujas taxas não pesem no seu bolso. Para evitar o pagamento de juros abusivos, sempre leia com atenção o contrato fornecido pelo banco antes de assiná-lo.

Em relação à conta poupança, o Serasa deixa bem claro que ela deve sempre ser gratuita para o cliente. Os bancos são proibidos de cobrar qualquer taxa ou tarifa de quem tem apenas uma conta poupança.

E conta digital, o que é?

Há algum tempo, é comum nos depararmos com o termo conta digital. O que pode acabar causando certa confusão, embora o assunto seja realmente simples.

Uma conta digital é um tipo de conta bem menos burocrática em relação às “obrigações” exigidas pelos bancos tradicionais. Como o nome já entrega, uma conta digital pode ser aberta e/ou fechada pela internet, e é totalmente controlada por meio de aplicativos, sem a necessidade da utilização de ferramentas físicas, como um caixa eletrônico, por exemplo.

Além da praticidade, as contas digitais também são atrativas por não terem tarifas de manutenção para muitos de seus serviços. Com isso, uma conta corrente digital terá mais serviços oferecidos ao cliente do que o pacote básico gratuito de uma instituição tradicional.

Segundo o Banco Central, não há uma regulamentação específica sobre as contas digitais, por isso elas podem ser usadas pelos clientes tanto como conta corrente, quanto conta poupança.

Em geral, uma conta digital disponibiliza cartão de débito (também com opção de cartão de crédito), realização de saques, pagamentos de contas e transferências para qualquer instituição.

Conta corrente ou poupança: qual vale mais a pena manter?

Depois de tantas especificações sobre a diferença entre conta corrente e poupança, é normal ficar em dúvida sobre qual delas é a mais vantajosa. E a resposta é bem simples: depende dos objetivos de cada pessoa.

Para a movimentação de várias transações ao longo do mês, especialmente para o pagamento de contas e a realização de depósitos e transferências bancárias, a conta corrente é a opção mais acertada. Neste caso, lembre-se de procurar por um pacote que atende completamente às suas necessidades.

Já para quem deseja criar uma reserva de emergência, ou juntar dinheiro para uma atividade específica, como uma compra ou uma viagem, a melhor escolha é a conta poupança. Ela também permite que o cliente resgate o dinheiro quando quiser, o que permite uma maior flexibilidade que outros tipos de investimento.

Agora que você sabe em detalhes a diferença entre conta corrente e poupança, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais para que mais pessoas possam se beneficiar!

Fonte:Xerpa

Posts Relacionados