Como fazer recrutamento e seleção por competências?

Organizações que entendem a importância dos colaboradores sabem que é preciso ter um cuidado especial na seleção dos profissionais. Ter as pessoas certas nas funções certas é a chave para construir equipes de alta performance. E, para isso, é essencial investir no recrutamento e seleção por competências.

Sem esse método, é muito mais difícil montar um time que se adeque à cultura e aos objetivos da empresa. Pensando nisso, reunimos neste artigo tudo o que você precisa saber para colocar esse conceito em prática e seus benefícios. Quer saber mais? Confira a seguir!

O que é recrutamento e seleção por competências?

Recrutamento e seleção por competências é um método de contratações no qual o recrutador seleciona o candidato ideal com base nas habilidades exigidas pela vaga. No RH moderno, isso inclui a personalidade e o perfil comportamental do profissional, além dos conhecimentos técnicos.

Muitas empresas ainda ignoram a parte comportamental ao avaliar os candidatos, o que é um grave erro estratégico. Quando isso acontece, há um grande risco de o contratado não se adequar à cultura ou ao dia a dia da empresa, precisando ser substituído rapidamente.

Para ser bem-sucedido, o processo deve ser objetivo e imparcial. O responsável pela contratação deve analisar a fundo as características dos candidatos e usar dados concretos para tomar a decisão, ao invés de impressões ou suposições, como acontece frequentemente.

Com isso, a empresa aumenta suas chances de acertar nas contratações e obtém diversas vantagens no recrutamento, como veremos a seguir.

Quais são os benefícios do recrutamento e seleção por competências?

Por ser um método baseado nas necessidades da empresa, o recrutamento e seleção por competências traz diversos benefícios para a gestão de pessoas. Confira os principais deles a seguir.

Maior assertividade nas contratações

Com o recrutamento e seleção por competências, a empresa passa a contratar apenas profissionais que realmente venham para ampliar o potencial da equipe

Por ter exatamente as habilidades que a organização precisa, o novo funcionário contribui diretamente para a conquista da tão sonhada alta performance, fazendo com que a produtividade cresça significativamente.

Redução do turnover

Candidatos escolhidos por recrutamento e seleção por competências tendem a permanecer na empresa por um longo período. Isso porque eles se encaixam perfeitamente ao que se espera deles, tanto em técnica quanto em comportamento.

Além disso, o método ajuda a contratar colaboradores alinhados à cultura e aos objetivos da empresa, o que é importantíssimo para reter talentos. Dessa forma, cria-se uma relação ganha-ganha, com vantagens tanto para profissional quanto para a organização, o que ajuda na redução do turnover.

Menos tempo gasto com treinamentos

No recrutamento e seleção por competências, o contratado já mostrou ao longo da entrevistas que possui as competências essenciais para ter sucesso na vaga. Com isso, o período de treinamento é otimizado, sendo muito mais voltado para a integração do profissional do que para a capacitação técnica.

Como implementar o recrutamento por competência?

As fases do recrutamento e seleção por competências são as mesmas do modelo tradicional: criação do perfil da vaga > triagem de currículos > análise de currículos > testes e entrevistas.

A diferença está nos critérios e metodologias usados em cada fase, bem como nos conhecimentos em gestão de pessoas que o recrutador precisa ter. Em geral, é preciso seguir alguns passos básicos para implementar o conceito adequadamente. São eles:

  • conhecer a gestão por competências;
  • identificar o perfil da vaga;
  • trabalhar em parceria com o gestor;
  • estudar os conhecimentos e habilidades necessários;
  • realizar testes técnicos e comportamentais.

Veja abaixo mais detalhes sobre cada um desses passos.

Conhecer a gestão por competências

A gestão por competências é uma estratégia que consiste em identificar as habilidades necessárias para o sucesso da organização e mapear quais delas a empresa já possui. Assim, são identificados os gaps de competências que o RH precisa preencher para montar times mais completos e equilibrados.

Conhecer esse modelo é essencial para implementar o recrutamento e seleção por competências, já que o método de contratações deriva do mesmo raciocínio. Assim, a empresa contrata pessoas que atendem exatamente às suas necessidades..

Identificar o perfil da vaga

Para criar o perfil do candidato ideal para a vaga, o recrutador deve analisar fatores como a cultura da empresa, as habilidades exigidas pelo cargo e as particularidades dos clientes e fornecedores. Tudo isso ajuda a identificar que tipo de conhecimento técnico e soft skills o profissional precisa ter para ter sucesso na posição.

Trabalhar em parceria com o gestor

Estabelecer uma parceria com o gestor requisitante é essencial para o recrutamento e seleção por competências. Afinal, ele é a melhor pessoa para definir quais são as expectativas em relação ao perfil e às habilidades do candidato ideal.

Procure saber qual é o nível de senioridade desejado, bem como as aspirações e conhecimentos específicos que a área busca para a vaga. Essas informações são fundamentais para que o recrutador encontre a pessoa certa.

Estudar os conhecimentos e habilidades necessários

Pesquise sobre temas relacionados ao cargo e converse com pessoas da organização que são da mesma área que o entrevistado. Assim você consegue se preparar melhor e conversar com mais desenvoltura sobre as atividades do candidato. 

Isso também diminui as chances de errar na contratação por desconhecimento sobre o escopo de trabalho da posição.

Realizar testes técnicos e comportamentais

Um dos pontos-chave do recrutamento e seleção por competências é a realização de testes técnicos e comportamentais. Hoje, há uma infinidade deles disponível no mercado. Basta identificar as necessidades da vaga e escolher o que mais se adequa à situação, analisando caso a caso.

Entre os testes psicológicos, há avaliações de comportamento sob pressão, trabalho em equipe, personalidade, nível de concentração, estresse, gestão de tempo e diversas outras soft skills importantes no dia a dia.

Já as avaliações de conhecimentos técnicos envolvem idiomas, redações, questionários, apresentações ao vivo e provas práticas. Com as ferramentas que temos hoje, tudo pode ser feito on-line, garantindo agilidade e eficiência ao processo seletivo.

Como vimos ao longo do post, realizar o recrutamento e seleção por competências pode trazer enormes vantagens para a organização — basta conhecer as necessidades da empresa e usar a metodologia adequada para conhecer os candidatos. Com isso, as chances de construir times de alta performance se tornam muito maiores!

Fonte:Xerpa

Posts Relacionados

Leave a Comment