o que é e como implementá-la em sua empresa

Atrair talentos, aumentar a produtividade e engajar colaboradores são desejos de boa parte das empresas, e é por isso que muitas delas oferecem PLR como benefício. Você conhece essa sigla? Ela indica a Participação nos Lucros e Resultados de uma organização. 

A Participação nos Lucros e Resultados é um modelo de remuneração em que os colaboradores recebem parte dos lucros da empresa como recompensa após bater suas metas.

Muitos profissionais são atraídos por ela quando escolhem aceitar uma oferta de trabalho, por isso, pode ser uma verdadeira aliada no momento de atrair e reter talentos em sua empresa. Mas você sabe o que ela realmente quer dizer? Não basta divulgar que oferece esse benefício sem entender como ele funciona.

É fundamental entender que essa bonificação não é o salário dos funcionários, ela é considerada um prêmio financeiro pelo cumprimento de metas. Portanto, se você quer incluir esse programa em sua empresa, continue lendo esse artigo. Vamos explicar como funciona e como organizar suas finanças para implementá-lo e ter resultados. Boa leitura!

O que é Participação nos Lucros e Resultados?

Em resumo, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) ou Participação nos Resultados (PPR) consistem em uma divisão percentual do faturamento líquido de uma empresa com seus funcionários. Esse bônus anual é dado quando metas predeterminadas são batidas pela equipe.

O valor dessa bonificação irá depender da porcentagem instituída na participação em cada empresa, variando conforme os rendimentos dela. Isso quer dizer que a quantia recebida por cada colaborador está diretamente relacionada ao seu resultado individual e aos lucros obtidos coletivamente.

Essa iniciativa foi citada na Constituição em 1946, mas apenas nos anos 2000, com a Lei 10.101, é que foi regulamentada. Em 2013, por meio da Lei 12.832, sofreu atualizações. Segundo a Constituição, toda empresa poderá implementar um programa de PLR com o objetivo de recompensar o funcionário pelos resultados obtidos para a empresa.

No entanto, antes de adotar esse programa de bonificação, a organização deve passar por um processo de implementação, em que o sindicato da categoria e os representantes dos funcionários devem ser ouvidos.

Antes de mais nada, é importante conhecer os dois tipos de benefício, o PLR e o PPR. Conforme veremos, existe uma diferença entre eles, mas há também dois pontos fundamentais que valem para ambos: sua adoção, apesar de instituída por lei, não é obrigatória. Entretanto, quando uma organização implementa esse programa, deve garantir os benefícios a toda a equipe, independente do nível hierárquico de cada um, uma vez que as metas e lucros sejam conquistados.

Quais as diferenças entre PLR e PPR?

PLR é a sigla para Participação nos Lucros e Resultados. Ela é concedida aos colaboradores quando, além de ter batido todas as metas estipuladas, a empresa também conseguir lucros. Logo, a distribuição do valor entre a equipe é feita a partir dos lucros obtidos.

Enquanto isso, PPR é a sigla para Programa de Participação nos Resultados. Esta opção tem como objetivo premiar os colaboradores pelas metas batidas. Desse modo, está atrelado apenas às metas e objetivos concretos, não ao lucro da empresa.

Isso significa que caso a empresa tenha prejuízos, mas as metas forem atingidas, os colaboradores receberão a remuneração definida pelo programa de toda forma. 

Quais as vantagens de adotar em sua empresa?

Há inúmeras vantagens de se implementar um programa de participação nos Lucros e Resultados em uma empresa. Por meio dele, os colaboradores percebem que estão sendo valorizados por seu trabalho.

Isso garante que mais funcionários “vistam a camisa” do seu negócio e busquem sempre obter melhores resultados. Portanto, ao investir nesse benefício, é importante conhecer detalhadamente as vantagens que ele oferece.

Entenda melhor a seguir:

Aumento dos lucros para a empresa

Oferecer a Participação nos Lucros é um dos benefícios que mais agrada aos colaboradores. Desse modo, eles trabalham mais motivados para atingir seus objetivos e, consequentemente, produzem mais.

A partir disso, a empresa ganha com o aumento da produtividade que levará também a maiores lucros.

Sem oneração na folha de pagamento

Uma outra vantagem para as empresas é que o PLR não tem ônus tributário. Desse modo, não é preciso se preocupar com taxas na folha de pagamento. Além disso, o programa de Participação nos Lucros pode ser deduzido do Imposto de Rendas.

Melhorias nos serviços e atendimento

Com uma equipe mais produtiva e engajada, além de obter mais lucros, a empresa passa a oferecer melhores serviços e atendimento a seus clientes. Ela terá colaboradores realmente preocupados em alcançar mais consumidores e fazer com que eles se tornem fidelizados.

O PLR estimula o crescimento do negócio, pois os colaboradores se sentem realmente parte importante da empresa e sabem que suas ações são cruciais para que todas as metas sejam batidas.

Aumento do sentimento de pertencimento

O sentimento de pertencimento é muito importante para o sucesso de qualquer negócio. Se você quer saber como estimulá-lo na sua equipe, confira este outro artigo aqui

O PLR contribui diretamente para a esse sentimento de valorização e pertencimento dos colaboradores. Afinal, eles sabem que todos serão recompensados pelo seu trabalho.

Elevação da produtividade

Outra vantagem importante percebida por empresas que adotam o PLR é o aumento da produtividade da equipe. Isso acontece porque a equipe sabe que seu bom desempenho será recompensado.

Desse modo, os colaboradores se tornam muito mais engajados a melhorar e cumprir todas as suas metas, o que aumenta e muito a produtividade como um todo.

Mais integração da equipe

Com colaboradores mais motivados e produtivos, eles passam a trabalhar cada vez mais unidos. Desse modo, as equipes se tornam mais autorresponsáveis e colaborativas. 

A partir disso, todos passam a acompanhar os resultados uns dos outros para que todas as metas e objetivos da empresa sejam atingidos.

Redução do absenteísmo

A taxa de absenteísmo refere-se a quando os funcionários se ausentam ou atrasam com frequência. Esse problema preocupa muito as empresas, pois, normalmente, indicam que os colaboradores estão desmotivados.

No entanto, ao oferecer a Participação nos Lucros, o absenteísmo é reduzido. Os funcionários saberão que se cumprir com todas as suas obrigações receberá o benefício. Logo, irá evitar faltar ou se atrasar sem motivos.

Diminuição do turnover

Outra taxa preocupante para os negócios que é reduzida é o turnover, que representa uma grande rotatividade na empresa. Ela atrasa o desenvolvimento dos negócios e pode impactar diretamente nos lucros.

Como citamos no início deste artigo, a oferta do PLR é um dos grandes atrativos de talentos. Portanto, a taxa de turnover é reduzida, visto que os profissionais não querem abrir mão de sua vaga. 

Como oferecer esse benefício?

Agora que você já conhece todas as vantagens de implementar a Participação nos Lucros em sua empresa, é importante saber como fazer isso corretamente, sem comprometer suas finanças. 

Independentemente do segmento ou porte de sua organização, é possível oferecer esse benefício aos seus colaboradores. No entanto, é importante elaborar um plano para incluir o PLR em sua estratégia.

Além disso, vale ressaltar que o fato de ser abrangente não quer dizer que o pagamento pode ser feito de forma aleatória. É preciso seguir regulamentações específicas.

Portanto, antes de oferecer esse benefício, siga as dicas abaixo:

Defina quais metas farão parte do pagamento da PLR

Antes de mais nada, a empresa deve analisar com calma quais são as metas mais importantes para seu negócio e que devem fazer parte do pagamento da PLR. É importante selecionar aquelas que são relevantes para o crescimento e obtenção dos lucros desejados por seu empreendimento. 

Dentre as metas mais escolhidas por algumas empresas estão: de absenteísmo, de produção, de reclamação de consumidores, de faturamento, devolução de mercadorias, de lucro, etc.

É importante estabelecer metas desafiadoras, mas, que ao mesmo tempo, não sejam impossíveis de serem cumpridas. Caso contrário, os colaboradores se sentirão desmotivados. 

Escolha os representantes da comissão

Para oferecer a Participação nos Lucros, a empresa deve definir uma comissão para cuidar da PLR. Ela deverá ser composta por representantes da própria empresa, dos colaboradores e também por profissionais indicados pelo sindicato.

Isso é fundamental para que o pagamento do benefício seja feito corretamente e nenhum contratempo aconteça.

Comunique com clareza os termos do PLR

Outro ponto fundamental para a implementação, é ser devidamente claro sobre as condições para o pagamento da Participação nos Lucros. Para isso, realize uma reunião com todos os colaboradores e lideranças de cada setor para explicar o objetivo do benefício e esclarecer todos os pontos importantes e dúvidas sobre o assunto.

É necessário que todos os colaboradores saibam exatamente quais metas precisam ser batidas para ganhar o benefício. Isso evitará qualquer mal-entendido.

Portanto, promova o diálogo interno e conte com os líderes de cada equipe para acompanhar a produtividade de seus subordinados e propor melhorias para que todos consigam alcançar suas metas.

Ainda que não seja uma obrigação para as empresas, estabelecer a Participação nos Lucros e Resultados pode ser uma excelente forma de melhorar o clima organizacional e reter talentos. Portanto, se sua organização está procurando formas de maximizar a motivação e produtividade, não deixe de adicionar o PLR em seu programa de benefícios.

Sua empresa oferece Participação nos lucros? Conte-nos sua experiência com esse benefício nos comentários!

Fonte:Xerpa

Posts Relacionados