Declaração Simplificada ou completa: qual a melhor?


Existem escolhas na vida que são teoricamente fáceis, por exemplo, decidir o nome do cachorro, se é melhor comer coxinha pelo bico ou pela base. Mas também, têm as decisões sérias e adultas como saber se declaração simplificada ou completa é a melhor para você.

Infelizmente, para tomar essa decisão, não podemos levar em conta nosso gosto, mas sim, fatores práticos, por exemplo, os gastos dedutíveis que o contribuinte obteve durante o ano. Por isso, vamos dar uma forcinha para você, meu amigo contribuinte, entender qual é o melhor tipo de declaração para você no próximo IR. Boa leitura!

Declaração Simplificada

A declaração simplificada pode ser usada por todo tipo de contribuinte, sendo indiferente o valor total da sua renda, como também suas fontes pagadoras.

Neste modelo, a principal função é somar os valores tributáveis do ano anterior e, de seu resultado, calcular o desconto de 20% sobre a base. Isso porque, ao fazer a declaração simplificada a Receita presume que você tem direito a um desconto padrão de vinte por cento, respeitando o valor de R$ 16.754,34.

Declaração completa

Diferente da anterior, na declaração completa o contribuinte precisa detalhar cada tipo de despesa tributária que obteve ao longo do ano. Com isso, gastos com saúde, previdência e educação estão na lista de itens que compõe esta declaração.

Lembrando que no caso da declaração completa, o contribuinte precisa guardar todos os comprovantes por até 5 anos, pois, caso o Leão venha analisar alguma declaração passada você tem os documentos que comprovam os gastos e não corre o risco de malha fina.

Declaração simplificada ou completa, a melhor para cada contribuinte

Entendida as diferenças?! Agora, vamos colocar em panos práticos qual tipo de declaração cabe melhor as suas necessidades, baseadas nas informações que você viu até aqui.

A declaração simplificada é indicada para quem tem poucas despesas para deduzir, sendo indiferente o valor da renda total ou número de fontes pagadoras. Dessa forma, o modelo simplificado é recomendado para pessoas solteiras, que não tenham filhos

Já a declaração completa é válida para contribuintes que tem muitos dependentes e diversas despesas para deduzir com saúde e educação. Então, você que tem filhos, mãe ou pai dependentes, vale a pena investir no modelo completo. Mas lembre-se, os detalhes solicitados serão maiores e todos os documentos precisam estar em mãos.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Powered by Rock Convert

Despesas dedutíveis

As despesas dedutíveis possibilitam ao contribuinte receber á restituição, já que elas podem reduzir ou aumentar o valor a ser pago. Atualmente, as despesas dedutíveis para o imposto de renda 2020 são:

  • gastos com educação;
  • saúde;
  • dependentes;
  • livro-caixa;
  • pensão alimentícia;
  • previdência privada;
  • previdência oficial.

Mudança de declaração

Ao enviar um modelo de declaração no Programa da Receita, não é possível muda-lo. Mesmo que seja necessário fazer a retificação da declaração, para acrescentar ou alterar alguma informação, não será possível mudar o modelo de declaração, será mantida a mesma que foi enviada na competência de IRPF.

Então, antes de fazer essa difícil escolha observe os pontos negativos e positivos de cada uma, e qual poderá te beneficiar de alguma forma.

Declaração de IRPF de um jeito novo

Menos preocupação no momento da entrega da declaração é o sonho em comum de quase todo contribuinte, afinal, sempre bate aquele pensamento de “será que fiz tudo certo? E a malha fina, como fica?”.

Neste imposto de IRPF, chega de grilos com erros e malha fina, que tal experimentar fazer a análise da declaração e corrigir todas as falhas antes da entrega para ficar sossegado com o Leão? Veja como funciona a análise:

  • você faz sua declaração no Programa da Receita e não envia, como de sempre;
  • depois, sobe o documento gerado na Plataforma IR sem Erro para descobrir erros e inconsistências;
  • corrija os erros e faça novamente a análise até zerar todas as falhas.

Em suma, são apenas alguns passos que podem trazer ultra tecnologia e segurança para sua declaração. Não seja só mais um contribuinte esteja um passo a frente, conheça mais sobre o IR sem Erro.

IR sem erro


Posts Relacionados

2 Thoughts to “Declaração Simplificada ou completa: qual a melhor?”

  1. […] post Declaração Simplificada ou completa: qual a melhor? apareceu primeiro em Informativo de Tecnologia […]

Leave a Comment