dos fóruns ao Certificado Digital

Foi-se o tempo em que o cotidiano jurídico era baseado em idas e vindas constantes aos fóruns, com muitos papéis, burocracia e prazos apertados…. Há alguns anos, era preciso ir buscar a jurisprudência e os processos precisavam ser consultados fisicamente. Hoje com a utilização do Certificado Digital vivemos a era do “Direito Online” e essas práticas tornaram-se antigas e obsoletas. E foi pensando nisso que listamos algumas rotinas que estão cada vez mais digitais na vida dos advogados.

Dos fóruns ao Certificado Digital

Os tribunais tecnológicos

Atualmente alguns tribunais já fornecem a pesquisas de jurisprudência online, ou seja: não há mais necessidade de consultar revistas jurídicas ou comprar pesados livros que, após seis meses, já estão ultrapassados.

Área Jurídica está caminhando para o Digital

A Justiça brasileira está deixando para trás carimbos, papelada e arquivos, substituindo-os pelo Certificado Digital, o que vem facilitando – e muito – a rotina dos advogados por garantir segurança, agilidade e a integridade das informações. Além do mais, a Certificação Digital tornou-se exigência para os que militam no Direito, visto que em alguns tribunais a ferramenta é indispensável para protocolar petições e procurações, mover ações, fazer contratos… ou seja, ela é a identidade do profissional.

 

Contratos Digitais

A segurança de um contrato digital é feita pelo Portal de Assinaturas da Certisign utilizando o seu Certificado Digital OAB. Ou seja, os riscos de fraudes são ainda menores do que em contratos de papel, mesmo que reconhecidos em cartórios. Ao firmar contratos por meio digital, se ganha uma grande vantagem: não ter de se deslocar para formalizar uma parceria de trabalho, por exemplo. Além de ganhar tempo, com este mecanismo fica mais fácil atender clientes de outras cidades ou estados.

 

Na prática, a advocacia brasileira (e os advogados, claro) fazem da tecnologia um dos seus potentes aliados. Junte-se a isso a Certificação Digital, que surgiu como uma forma de conferir autenticidade para diversas informações importantes transmitidas por pessoas físicas e empresas.

Fonte: Blog Certisign

Link da Fonte

Posts Relacionados

Deixe um comentário