Gestão de benefícios: como utilizá-la para melhorar os resultados da sua empresa?

Atrair e reter talentos é um grande desafio, pois envolve uma série de fatores. A geração atual não se satisfaz apenas em receber um bom salário, portanto, saber fazer uma boa gestão de benefícios é indispensável para qualquer empresa que deseja sair à frente dos concorrentes e construir um  clima organizacional  agradável.

Empresas que trabalham ofertando terceirização e alocação de mão de obra podem ter ainda mais dificuldades para criar um bom clima, pois os colaboradores atuam externamente. Entretanto, diferentes benefícios podem ser utilizados com esta finalidade, os quais devem ser analisados de acordo com a realidade de cada organização.

Quer saber como utilizar a gestão de benefícios de forma estratégica? Continue a leitura do artigo.

O que é gestão de benefícios?

A gestão de benefícios engloba tudo aquilo que a empresa oferece como bônus à sua equipe, além do salário fixo. É uma forma de reconhecer o colaborador pelo bom desempenho e deve ser visto como um investimento, por impactar na saúde e bem-estar de todos os envolvidos.

É preciso que o RH faça sempre a análise do grau de satisfação dos funcionários e tente encontrar possibilidades que agreguem ainda mais valor. Existem vários tipos de benefícios que podem ser favoráveis em uma organização que presta serviços terceirizados, confira alguns deles:

  • Bolsas de estudo
  • Auxílio creche
  • Desconto em academias
  • Plano de saúde
  • Vale alimentação
  • Vale transporte

Quais são as suas vantagens?

A gestão de benefícios proporciona diferentes vantagens tanto para a empresa como para o colaborador recebe uma vantagem que está atrelada aos seus interesses, ele se sente valorizado e fica mais motivados em trabalhar para aquela instituição, ainda que  trabalhe de forma externa, como os terceirizados.

A produtividade está diretamente ligada à motivação. Por isso, uma equipe motivada vai gerar ótimos resultados que contribuem com o crescimento da organização, pois vai buscar maneiras de realizar o seu trabalho e otimizar o tempo.

Além disso, a taxa de rotatividade vai diminuir, tendo em vista que, além do colaborador estar satisfeito, poucas são as empresas que conseguem oferecer um bom plano de benefícios. Então, o seu negócio terá esse diferencial, ainda que não consiga pagar um salário acima da média.

Como utilizar a gestão de benefícios estrategicamente?

Definir como utilizar essa estratégia não é tão fácil quanto parece, tendo em vista as inúmeras possibilidades. Por isso, separamos um mini passo a passo para que a liderança consiga se guiar e entender como fazer:

  • tenha em mente o valor máximo disponível para investir na ação
  • tente fechar parcerias estratégicas
  • saiba quais requisitos serão utilizados para liberar os benefícios
  • faça uma rápida pesquisa sobre as preferências dos colaboradores
  • informe a todos sobre as regras e as recompensas

No caso de empresas que oferecem trabalhos terceirizados é preciso ser ainda mais estratégico, pois fica mais difícil de mensurar os resultados dos funcionários. Uma forma de solucionar é aplicando uma pesquisa de satisfação com os contratantes de seu serviço, para saber o quão satisfeitos estão com o trabalho de sua equipe.

O principal responsável pelo sucesso de uma organização é a equipe que nela atua. Por isso, vale a pena investir em seus colaboradores e em uma boa gestão de benefícios, para fazer com que eles estejam sempre motivados e dispostos a dar o seu melhor pela empresa.

Gostou do conteúdo? Para receber mais textos como esse e continuar sempre antenado no universo empresarial, assina a nossa newsletter.

Fonte: Folha Certa

Posts Relacionados