Relatórios essenciais para as empresas do Simples Nacional


Que relatórios são essenciais para uma boa gestão financeira do seu negócio?

Gerir uma empresa requer uma rigorosa dedicação, e a parte financeira, sem sombra de dúvidas, é a que mais precisa de atenção.

Os relatórios financeiros são poderosas ferramentas nas mãos dos gestores, já que fornecem informações e dados que indicam a real situação financeira da empresa.

São eles:

  • Relatório DRE;
  • Relatório DFC;
  • Balanço Patrimonial.

Relatório DRE

O Demonstrativo de Resultados de Exercício é um relatório essencial para os clientes que precisam ter informações sobre a situação financeira da empresa.

O DRE possibilita ao gestor saber se a empresa obteve lucro em determinado período de tempo, fornecendo um verdadeiro raio-x do negócio.

O Demonstrativo de Resultados de Exercício ajuda os gestores a terem uma visão mais realista sobre decisões que devem ser tomadas. Esse relatório consegue fazer previsões mais realistas sobre a viabilidade econômica em determinados investimentos.

Os dados usados no DRE:

  • Receitas brutas;
  • Despesas operacionais;
  • Despesas com impostos e tributação;

Informações obtidas com o DRE:

  • Lucro ou prejuízo obtido;
  • Lucro ou prejuízo operacional;
  • Lucro ou prejuízo líquido;

Relatório DFC

O Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC) é um relatório que apresenta objetivamente as receitas, despesas e também o prejuízo ou lucro de uma empresa em um determinado período do tempo, utilizando o Regime de Caixa.

O DFC irá detalhar a originalidade dos dados relatados por uma empresa e de como eles foram utilizados. O Demonstrativo de Fluxo de Caixa não inclui apenas o fluxo de caixa, nesse tipo de relatório também entram demonstrações, contas bancárias além das aplicações de liquidez imediata.

Esse relatório é obrigatório para vários tipos de empresa, determinado pela lei nº 11.638/2007, ele ajuda manter a saúde financeira do negócio em dia. A demonstração deve ser relatada pelo menos uma vez ao ano, juntamente com outros balanços da empresa, por isso a sua importância.

É recomendado o acompanhamento do DFC mensalmente ou se for preciso, semanalmente.

O DFC é segmentado em três grandes atividades:

  • Atividades operacional;
  • Atividades de investimentos;
  • Atividades de financiamento.

DFC ajudará a sua empresa entender os momentos de seca e de como sobressair sobre investimentos.

Relatório Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial (ou BP) é uma demonstração contábil que detalha a posição patrimonial da empresa em um determinado período do tempo. É necessário que seja adicionado ao Balanço patrimonial, os relatórios DRE e o DFC.

O balanço patrimonial em função do seu detalhamento e complexidade é essencial para a boa gestão financeira. É extremamente útil para o gestor que necessita de dados para planejamento empresarial, como planejamento orçamentário e projeção de resultados.

O que compõem o BP

  • Ativos (circulantes e não-circulantes);
  • Passivos (circulantes e não-circulantes);
  • Patrimônio Líquido.

Grupo Studio


Posts Relacionados

Leave a Comment