Atenção à saúde nas empresas


A gestão da saúde se tornou um fator estratégico para as organizações, seja pela necessidade de reduzir os custos com os planos de saúde ou para melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, que se reflete diretamente em índices de produtividade, absenteísmo e presenteísmo. Assim, saber gerir informações sobre a saúde dos colaboradores se torna um importante aliado para os RHs das empresas. Trabalhar em parceria com a operadora de saúde na gestão desses dados e elaborar, a partir daí, programas de prevenção, por exemplo, amplia as chances de melhores resultados.

Quanto mais informações disponíveis sobre a saúde dos colaboradores, maior será a possibilidade de desenvolver um Programa de Qualidade de Vida (PQV) direcionado à formação de hábitos que realmente terão impacto positivo no dia a dia de cada um deles. No caso de uma empresa em que são constatados altos níveis de sedentarismo entre os funcionários, é possível criar um grupo de caminhada. Se a hipertensão e o colesterol são fatores de alerta, então o RH pode desenvolver campanhas sobre orientação alimentar. São inúmeras possibilidades. O importante é perceber que com os dados em mãos, a organização não perderá tempo e dinheiro com ações que podem não satisfazer as necessidades do momento.

Se consideramos dados sobre a saúde da população, vamos perceber que o cenário é preocupante. Mais de metade dos brasileiros está acima do peso, outro dado alarmante é que o país é o quarto com maior número de diabéticos do mundo. Desenvolver iniciativas de orientação e educação sobre hábitos saudáveis é necessário, pois o brasileiro tem cuidado muito mal da própria saúde.

Especificamente no caso dos executivos, profissionais responsáveis pelas decisões que determinam o norte da empresa, a pressão do cargo por si só já envolve um estresse onipresente e que se apresenta como grande ameaça, o que abre as portas para vários males. No atual momento do mercado de trabalho, em que há dificuldades para encontrar executivos qualificados para gerir as organizações em tempos de estagnação econômica, ver um alto gestor se afastar por uma doença que poderia ser prevenida, pode afetar a sustentabilidade da instituição. 

Porém, não é fácil promover mudanças sem apoio. Por isso, é fundamental que as organização compreendam a importância de ter uma eficiente gestão de saúde dos colaboradores. Ações voltadas para a prevenção desenvolvidas pelas organizações podem auxiliar a enfrentar esse desafio, ao buscar conscientizar o seu quadro de funcionários e, por consequência, melhorar os resultados do negócio. 

ABRH-Brasil


Posts Relacionados

Leave a Comment