Controle de estoque para mini mercado: como fazer esta gestão


O controle de estoque para mini mercado geralmente é uma tarefa que não é levada tão a sério por alguns empresários. Isso porque, muitos começam com um mercado ainda menor e, vão adaptando seus estoques na medida em que vão crescendo.

No entanto, muitas não se dão conta de que está nos estoques uma das maiores chances de lucro e de sucesso de um mini mercado.

Isso porque, um estoque bem gerenciado é um fator super importante para qualquer empresa que trabalhe com venda, seja venda direto para o consumidor seja venda direto para outras empresas.

Vamos explicar o porque o controle de estoque para mini mercado é tão importante:

Controle de estoque para mini mercado: qual a importância desta gestão

A importância do controle de estoque para mini mercado é simples: um controle de estoque bem feito garante que você sempre vai ter nas suas prateleiras os produtos que o seus clientes estão procurando. Além disso, você sempre vai saber com antecedência quais produtos precisa repor e quando é o melhor momento para contatar os seus fornecedores.

Como resultado, seus clientes vão ser fiéis, uma vez que sabem que sempre vão encontrar o que procuram no seu mini mercado e, de quebra, você vai conseguir bons descontos com seus fornecedores, já que vai conseguir fazer suas encomendas com grande antecipação.

Vamos à parte prática? Vamos entender como fazer controle de estoque para mini mercados, logo a seguir:

Como fazer o controle de estoque para mini mercado

Apesar de um estabelecimento do tipo ser uma pequena empresa, fazer o controle de estoque para mini mercado não é uma tarefa simples como parece.

Existem variáveis neste tipo de controle de estoque que não existem em supermercados de grande porte, por exemplo.

Assim como também existem questões que o empresário dono de mini mercado não vai precisar se preocupar, em função de ter uma empresa de porte menor.

A primeira dica, inclusive, tem a ver com isso. O porte do seu mercado influi no tipo de controle de estoque que você vai fazer, como você vai notar a seguir:

1. Leve em consideração o tamanho do seu mini mercado

Esta dica é bem importante. Pense comigo: vale a pena fazer grandes investimentos em grandes quantidades de produtos se o seu mercado é pequeno e muitas mercadorias correm o risco de ficar muito tempo estocados?

Claro que não vale a pena. Ainda mais se a gente levar em consideração que um mini mercado possui muitos produtos perecíveis. Como eles estragam e passam da validade, é muito arriscado se ter estes produtos em grande quantidade.

2. Leve em consideração o giro de estoque

Seguindo o indicado na dica acima, você já parou para pensar e analisar quanto tempo cada produto fica na sua prateleira e nos seus estoques? Quanto tempo leva para que os consumidores levem cada produto para casa? Quais são os produtos que têm mais saída? Quais são os que têm pouca saída?

Este controle é muito importante quando se lida com produtos perecíveis, como já falamos acima. Mas, também, é muito importante ter essa gestão em dia porque saber as respostas para estas perguntas vai garantir que você saiba o quanto investir em cada tipo de mercadoria e em que momentos exatos você deve encomendar novas levas de produtos dos seus fornecedores. Aqui, a gente falou sobre como cuidar do giro de estoque. Inclusive, criamos uma planilha para ajudar você nisso.

3. Escolha corretamente o tipo de controle de estoque

Você sabia que existe mais de um método de controlar os estoques de um mini mercado? Pois é, existem métodos que são indicados para um tipo de mercadoria e empresa e outros métodos que são mais apropriados para outros tipos de produtos e negócios.

Existe, por exemplo, um método chamado Estoque Mínimo. Um método chamado Custo Médio. Há também o PEPS, que é a abreviação para Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair e, há também, o UEPS, que é a sigla para Último a Entrar, Primeiro a Sair. 

A gente tem um artigo ensinando exatamente o que são cada um desses controles de estoques e como adotar cada método, aqui.

4. Controle o estoque de segurança 

Outra dica super importante. Lembra que lá em cima eu falei sobre como encontrar sempre seus produtos favoritos na prateleira fideliza o seu cliente? É exatamente um dos objetivos do estoque de segurança. Fazendo este controle e esta gestão, você diminui os riscos de ter problemas com o seu estoque, como falta de produtos ou produtos encalhados. Quer saber como cuidar do estoque de segurança? Aqui a gente explica como.

5. Tenha um sistema de controle de estoques

Esta dica é uma questão de segurança. Isso porque, você consegue perceber o quanto é inseguro fazer qualquer tipo de controle importante só em planilhas ou no caderninho, não é?

Não que a gente não saiba da importância das planilhas. Muito pelo contrário! Tanto que oferecemos dezenas de planilhas de gestão, gratuitamente aqui no blog.

Com esta dica, entretanto, eu me refiro à uma gestão mais rápida, segura e com mais indicativos de resultados. 

Esse tipo de segurança no controle, somente um sistema de gestão de estoques pode dar.

Por isso, recomendamos fortemente que você tenha um sistema de controle de estoques que seja integrado com o seu PDV. Assim, quando você vende um produto, o sistema já dá baixa dele automaticamente dos seus estoques. Uma mão na roda, não é?

Se você quiser experimentar, gratuitamente, todas essas funcionalidades, basta clicar na imagem abaixo e testar o QuantoSobra. O sistema, além de fazer o controle de estoque para mini mercado, ainda cuida do seu fluxo de caixa, emite notas fiscais eletrônicas, gera etiquetas de precificação e unifica toda a gestão do seu mini mercado.

Planilha de Projeção de Vendas grátis: teste grátis QuantoSobra

E aí? Gostou das nossas dicas? Tem mais alguma tática que você usa e que não apareceu neste texto? Não deixe de comentar aqui em baixo, na caixa de comentários. Assim, eu atualizo este artigo e a gente ajuda ainda mais empresários do ramo do varejo.

Blog Quanto Sobra


Posts Relacionados